LocalSlider

Região ultrapassa limite de alerta do ozono

Litoral Noroeste do Baixo Vouga abrange Albergaria-a-Velha, Estarreja, Murtosa e Ovar

A Zona Litoral Noroeste do Baixo Vouga esteve, este sábado, acima do limite de concentração de ozono, obrigando a um alerta à população, porque o poluente pode provocar danos à saúde.

Em comunicado, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Centro precisou que o excedente dos valores se registou entre as 15h e as 16 horas na Zona Litoral Noroeste do Baixo Vouga que abrange os concelhos de Albergaria-a-Velha, Estarreja, Murtosa, Ovar e várias freguesias de Aveiro.

A CCDR acrescentou que os valores de concentração registados “podem provocar danos na saúde humana, especialmente nos grupos mais sensíveis da população” como crianças, idosos, asmáticos, alérgicos e pessoas com outras doenças respiratórias ou cardíacas.

Assim, nestes locais, os residentes devem reduzir ao mínimo a actividade física intensa no exterior, sobretudo ao ar livre, evitar fumar ou “utilizar/contactar com produtos irritantes contendo solventes na sua composição”, tais como gasoline, tintas e vernizes, além de deverem respeitar “rigorosamente tratamentos médicos em curso”.

Recorrer a cuidados médicos, em caso de agravamento de eventuais sintomas, é outra das recomendações feitas.

Segundo o comunicado, a exposição a este poluente “afecta, essencialmente, as mucosas oculares e respiratórias podendo o seu efeito manifestar-se através de sintomas como tosse, dores de cabeça, dores no peito, falta de ar e irritações oculares”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta