DesportoOutros

Rui Milhomens destaca-se em Las Vegas

O jogador profissional de poker Rui Milhomens, natural de Ovar, arrecadou recentemente um prémio de 17.276 dólares (sensivelmente 15 mil euros) depois de ter terminado no décimo lugar da tabela geral do Deep Stack Championship Event 91, que decorreu no The Venetian Resort Hotel, em Las Vegas. Na jogada final, Rui Milhomens apostou num Ás de Ouros e Valete de Paus para ir all-in, liquidando as suas fichas contra um par de 7’s.

O vareiro acabou por perder contra o profissional de poker francês, Camel Meriem (que é também um ex-jogador profissional de futebol), que levou a melhor depois de conseguir transformar o seu par de 7’s num trio logo durante o flop.

Esta é apenas uma das várias conquistas de Rui Milhomens, que tem deixado a sua marca no poker português e internacional ao longo de uma carreira com mais de 10 anos. Natural de Ovar, o português emigrou para a República Checa, mais concretamente para a cidade de Praga, de modo a conseguir continuar a fazer a vida como profissional de poker. O ovarense dedica-se sobretudo a jogar online, mas tem marcado mais recentemente presença em vários torneios internacionais de carácter territorial. No ano passado, em 2018, Rui Milhomens conseguiu mesmo arrecadar $41.000 em apenas uma das várias competições online em que marcou presença. O português está registado no site oficial da WSOP, um dos maiores circuitos profissionais de poker do mundo.

Competindo contra os melhores, Rui Milhomens amealhou prémios no valor de $7.409; infelizmente, ele nunca conseguiu disputar uma final do WSOP. As suas classificações em torneios do WSOP incluem um 90º lugar (de 996 participantes) e um 577º lugar, obtidos nas edições 49 e 50 da competição. O WSOP é o circuito mais prestigiado do poker mundial.

Há cada vez mais talento português nos circuitos profissionais do poker

O poker tem crescido imenso nos últimos anos em Portugal, principalmente desde que novas legislações relativas aos serviços de poker online passaram a administrar, taxar, e licenciar as ofertas virtuais de jogos de sorte e azar. Estas medidas permitiram que no nosso país se estabelecesse um universo de jogo mais seguro para todos aqueles que pretendessem aprender, divertir-se, ganhar dinheiro, ou mesmo fazer carreira com o poker. Neste sentido, Rui Milhomens não está naturalmente sozinho na cada vez mais longa lista de jogadores profissionais de poker de Portugal. O nosso pequeno país conta com um leque bastante interessante de competidores que trabalham ao mais alto nível, e que frequentemente se dedicam não só a desenvolver as suas capacidades em mesas de jogo virtuais, como em torneios territoriais de carácter oficial.

Diogo Veiga é um dos mais notáveis e célebres jogadores de poker nacionais, e será para sempre lembrado por ter sido o primeiro português a conquistar uma bracelete de ouro no WSOP. Aquela que foi até ao momento a mais surpreendente conquista do poker nacional aconteceu em 2018, no Rio All-Suite Hotel & Casino em Las Vegas. Graças a um fortuito par de Reis, Diogo Veiga eliminou Barry Hutter, o segundo classificado, na mesa final e fez assim história para o poker português. Para além do prestígio associado à vitória, ele levou para casa um cheque superior a 500 mil dólares (sensivelmente 450 mil euros); desde que se tornou profissional, Diogo Veiga tem sido um dos mais notórios representantes portugueses da modalidade de casino, estimando-se que já conseguiu amealhar mais de 1 milhão de euros a nível de prémios ao longo de uma carreira recheada de bons momentos.

Outro dos grandes nomes do poker em Portugal é o ex-basquetebolista João Vieira, que tem marcado de forma indelével a cena nacional desde que se profissionalizou em 2013. Foi para ele a segunda bracelete de ouro conquistada por um português no WSOP, mas João Vieira destaca-se mais pela proficiência, profissionalismo, e consistência, do que propriamente por uma grande conquista isolada. Ele marcou presença na mesa final de torneios como o EPT Monte Carlo High Roller, o EPT Prague High Roller, ou o PCA High Roller, e é segundo vários especialistas da modalidade de casino o maior jogador de poker português da actualidade.

A profissionalização do poker

O crescimento do poker online em Portugal tem sido marcado por uma nova geração de jogadores que, tal como Rui Milhomens, vão seguindo o sonho de fazer a vida a jogar. Uma profissão intrinsecamente arriscada, principalmente a nível financeiro, mas que conta com cada vez mais atletas que procuram todos os dias aumentar as suas fichas, garantir patrocínios, e estabelecer canais de comunicação com os seus fãs.
Tal como acontece com os profissionais de e-sports, que se dedicam ao domínio dos videojogos, os profissionais do poker ainda são muitas vezes vistos com algum preconceito. No entanto, a crescente proliferação do jogo, assim como o estabelecimento cada vez maior de suportes profissionais, tem ajudado à minimização do tabu. Jovens jogadores como o ovarense Rui Milhomens têm demonstrado que é possível viver do jogo, mesmo a partir de um país pequeno como Portugal.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta