CulturaSlider

S. João da Madeira: Designers internacionais transformam banheiras em arte floral

 

Designers de diferentes países disputam esta quinta e sexta-feira em S. João da Madeira a etapa nacional da competição Flowers World International Cup, que arranca ao ar livre com a criação de instalações florais em banheiras de ferro.

As diversas provas que integram a competição irão decorrer na Casa da Criatividade, onde o acesso implica a aquisição de um bilhete que reverte parcialmente para a corporação local de bombeiros, mas o arranque da iniciativa faz-se numa sessão pública gratuita entre as 10:00 e as 12:00 de quinta-feira, na praça em frente a essa sala de espectáculos.

“Portugal ainda está muito atrasado no que se refere a design floral e as pessoas continuam a associar o florista à senhora de idade que usa soquinhas nos pés e tem um balde de água à porta”, admitiu à Lusa Carlos Alberto Gonçalves, vice-presidente da Associação de Floristas e Decoradores de Portugal (AFDP), que organiza o evento.

“Mas como nós vamos ter aqui na cidade designers de topo provenientes de vários cantos do mundo, decidimos começar o competição com uma prova ao vivo, para o público ter noção das verdadeiras capacidades técnicas destes profissionais”, explicou.

Portugal, Espanha, França, Suécia, Sérvia, Ucrânia, Arménia, Moldávia, Costa Rica e Malásia são alguns dos países representados no evento, que assim se estreia em território nacional depois de os respetivos candidatos terem visto os seus trabalhos selecionados para o efeito pelo multipremiado designer arménio Araik Galstyan, que dirige a Escola Internacional de Arte Floral de Moscovo.

Na praça em frente à Casa da Criatividade, esses participantes irão agora testar as suas capacidades numa prova surpresa, em que apenas conhecem de antemão as banheiras que serão o elemento-base da instalação a criar – evocando assim aquele que é um dos produtos mais marcantes da história da indústria de S. João da Madeira, desde que a (extinta) metalúrgica Oliva criou reputação com o fabrico desse artigo de banho.

Quanto às espécies de plantas que serão disponibilizadas para compor as instalações, os concorrentes só as descobrirão no início da prova, que permitirá testar não apenas a criatividade, inovação e rapidez demonstrada na execução desses trabalhos, mas também a longevidade estimada dos respectivos arranjos florais, que ficarão expostos em público, ao ar livre, até ao dia 18 de setembro.

As restantes fases da Flowers World International Cup de Portugal irão decorrer no recinto interior da Casa da Criatividade, à qual o público em geral poderá aceder com entrada paga. Contudo, o evento despede-se na sexta-feira à noite novamente na praça exterior do edifício, com um desfile de arte floral gratuito e a cerimónia de entrega de prémios aos vencedores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta