EmpresasSlider

São oito as empresas autorizadas a laborar

Presidente reclama a mesma excepção para as pequenas empresas.

Através de despacho excepcional, publicado esta segunda-feira, o Governo autoriza a laboração de oito empresas durante o cerco sanitário no concelho. A saber: Yazaki Saltano, Kirchhoff, Valmet, Alcobre, Polipop, Tecnocabel, Cordex e Bi-silque.

O Despacho N.º 4235-A/2020 identifica o conjunto de empresas cujo funcionamento considera importantes para o “funcionamento da vida colectiva”. Ou seja, por fabricarem “equipamentos, componentes ou produtos intermédios utilizados no processo de produção de bens ou equipamentos das empresas cujo funcionamento é permitido”, nomeadamente as de alimentação humana e animal, medicamentos, electrodomésticos, etc.

O presidente Salvador Malheiro esclarece que o despacho “é da responsabilidade única e exclusiva do governo e critica o facto de ser “um acto discriminatório para os pequenos e médios empresários que têm o mesmo CAE de actividade das empresas excecionadas”.

O autarca espera que esta “injustiça deve ser reparada”, muito embora entenda que o Governo “pretende dar um sinal” de revitalização da economia, mas repete que “tem que existir justiça para com todos” e argumenta: “Havendo excepções com estas empresas, todas as outras – nomeadamente os nossos pequenos empresários e pequenas indústrias que trabalhem no mesmo ramo de actividade – têm que ter o direito de laborar também”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta