LocalSlider

Um Militar ovarense na República Centro-Africana

[themoneytizer id=”16574-1″]

O primeiro-cabo Nelson Mato (de Baião), João Santos (Ovar), Joilton Pina (Almada) e Leonardo Serrazina (Benedita) são exemplo da ansiedade de novatos perante um país em guerra civil.

O contacto com a pobreza extrema e a tensão militar permanente marcam o quotidiano dos militares portugueses destacados na República Centro-Africana, um país em guerra civil que tarda em reerguer-se.

Bangui, capital da República Centro-Africana (RCA), uma cidade atormentada por inúmeras vagas de violência no passado recente. Debaixo de uma patina de destruição e pobreza, são visíveis ainda algumas marcas que outrora levaram a que a cidade fosse conhecida por “Bangui, la Coquette”.
(Ler artigo in DN)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta