OpiniãoSlider

Viajar é ousar e contemplar – Sérgio Lamarão Pereira

«O futuro está nas nossas mãos e vivemos tempos interessantes!»

Viajar é ousar e contemplar. Vaguear por um mundo que é naturalmente nosso, mas que lhe impuseram fronteiras. É uma Jornada, um trajeto, uma expedição, quiçá rumo à utopia (essa utopia que nos permite sonhar e acreditar!). É a passagem de um Estado de Natureza para um Estado Convencionado por Leis onde a imoralidade e a injustiça são normas, neste contexto atual.

A ética apresenta-se-nos fundamental para um saudável questionamento e possível relacionamento humano em sociedade. Sem valores e sem questões éticas, a existência seria uma anarquia no seu sentido perverso, tornando, assim, a convivência entre os Homens passível de grandes assimetrias. Uma disciplina ética torna-se, pois, fundamental e necessária, embora não seja possível coabitar num plano pacífico com os variadíssimos valores morais. Existem dogmas, tradições, padrões culturais, que por vezes tentam ultrapassar éticas bem definidas. A ética torna-se essencial não apenas numa época em que os valores estão claramente em crise, mas em todas as épocas. Assiste-se, de forma gradual, a uma degradação e relativização dos valores e por conseguinte, da dignidade humana.

Através de uma reflexão profunda e como forma de questionar fenómenos como a desigualdade social, injustiça, opressão e a violência, é possível melhorar a(s) sociedade(s). Esta mudança começa em cada indivíduo e está ao alcance de todos. Cada um deve ser digno e exigente consigo próprio, para posteriormente o exigir aos outros. É fundamental uma lucidez intelectual, um pensar racional e sólido para ir colmatando com verdades esta vida de hipotéticas mentiras e valores duvidosos. Torna-se vital uma reflexão sobre a ação humana tendo sempre em conta que o Homem é um fim e não um meio. Um fim em si mesmo que visa um percurso ético saudável nesta transição terrena, nesta dimensão.

O futuro está nas nossas mãos e vivemos tempos interessantes! Este só depende das nossas ações. Uma existência ética confere dignidade ao Homem, não faz dele um simples objeto, um mero número de contribuinte para ser espoliado dos seus haveres.

São três os pilares fundamentais numa sociedade que se pretende evoluída, justa e dinâmica: saúde, justiça e educação. Creio que ainda existe um longo caminho a percorrer neste país, nesta cidade, onde o “Mundo é a Minha Terra”.

Sérgio Lamarão Pereira
12/07/2020

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta