CulturaSlider

Alunos do Centro Escolar da Regedoura foram ao campo

O Centro Escolar da Regedoura, em Válega, foi uma das 10 escolas vencedoras do Projecto “Mil Escolas” 2013/15 e realizou, nesse âmbito, uma saída de campo. O destino foi o Cais do Puxadouro, na Ria de Aveiro, numa viagem coordenada e orientada pela equipa do Projecto “Mil Escolas”, que teve como base a metodologia e ferramentas científico-pedagógicas disponibilizadas pelo Projecto Rios e pela AdDP – Águas do Douro e Paiva.

Previamente ao início da saída de campo foi oferecido à escola o Kit Projeto Rios, um dos prémios do Concurso Projecto “Mil Escolas” – Anos Lectivos 2013/15. Nesta acção, tiveram oportunidade de participar activamente duas professoras da escola, Diana Oliveira, responsável pelo projecto “Água com Sentido(s)” e Paula Gonçalves, 18 alunos do 2.º e 3.º L e, ainda, dois elementos da equipa do Projeto “Mil Escolas”.
No que respeita à observação da zona em estudo, foi possível identificar alguns seres vivos representativos do meio envolvente ao ecossistema ribeirinho, nomeadamente ao nível da fauna: cegonha-branca, pardal, rouxinol, pato, aranha, mosquito, alfaiate, formiga, minhoca e abelha; ao nível da flora: cominhos-do-prado, palmeira, eucalipto, pinheiro-bravo, austrália, choupo, milho, verónica, silva, lírio-amarelo-dos-pântanos, juncos, rabaça, caniço, tabúa e ainda algumas árvores de fruto e, ainda a alga verde.

Durante a saída de campo, os alunos tiveram a oportunidade de concretizar várias tarefas, nomeadamente, identificar a zona onde se encontravam, efectuar observações no local de amostragem e ensaios de monitorização na determinação da respectiva qualidade da água, conseguindo efectuar registos no âmbito da determinação dos parâmetros físico-químicos, como por exemplo: a transparência parcial da água do rio, o seu odor (maresia), a temperatura (17.ºC), o pH (6,8), as impurezas e contaminantes químicos com a aferição da presença de nitritos (0,5mg/L) e nitratos (50mg/L) na amostra de água. Em termos de macroinvertebrados identificados in situ, destacam-se: larva de mosquito e oligoquetas, um indicador da má qualidade da água deste troço da ria de Aveiro, junto ao Cais do Puxadouro.

A Águas do Douro e Paiva (AdDP), através da equipa do projecto, dá, assim, continuidade ao desenvolvimento de cada projecto específico, que está a ser implementado, nos anos lectivos de 2013/15, em todos os estabelecimentos de ensino premiados no Programa Integrado de Educação Ambiental (PIEA) – A Água e os Nossos Rios – Projeto “Mil Escolas” – Anos Letivos 2013/15.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta