Local
Em Destaque

14 anos de cadeia por matar jovem e atirar corpo a um poço em Estarreja

O tribunal de Aveiro condenou a 14 anos de cadeia, o homem que, em abril do ano passado, matou Augusto Pereira, de 26 anos, e atirou depois o corpo a um poço, em Pardilhó, Estarreja.

Acusado de um crime de homicídio qualificado, acabou por ser condenado por homicídio simples, por não se ter provado que o crime ocorreu com especial censurabilidade ou perversidade.

O colectivo de juízes condenou o arguido Carlos Fonseca nas penas parcelares de 13 anos, por um crime de homicídio, e dois anos, por um crime de furto qualificado, tendo-lhe sido aplicada uma pena única de 14 anos em cúmulo jurídico.

Além da pena de prisão, o arguido, foi  condenado a pagar uma indemnização de 125 mil euros ao pai da vítima mortal que residia em Válega, Ovar.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo