CulturaSlider

175.º aniversário de Júlio Dinis assinalado em cheio

No âmbito das comemorações dos 175 anos do nascimento de Júlio Dinis, a Câmara Municipal de Ovar organizou no Museu Júlio Dinis – Uma Casa Ovarense, o único espaço no país dedicado ao romancista, um programa evocativo integrando a comunidade local e os museus da região.

Assim, no passado dia 13 abriu ao público a exposição “A Medicina na época de Júlio Dinis”, que estará patente até 28 de fevereiro de 2015. Esta exposição, com entrada livre, segundo António França, coordenador da Casa-Museu, “pretende contextualizar o jovem médico e a medicina exercida no século XIX”. Nesta mostra, destacam-se as diferentes realidades da época praticadas pelo conhecimento popular, pelos médico-cirurgiões da escola tradicional e pelos movimentos modernistas e científicos, onde se enquadra Júlio Dinis, o qual reflete estas vertentes na sua obra literária, com destaque para o romance “As Pupilas do Sr. Reitor”, esboçado em Ovar.

António França diz que o objectivo é “sensibilizar a comunidade para a necessidade da salvaguarda deste património, reunindo acervos da Câmara Municipal de Ovar e colecções do Museu de História da Medicina “Maximiano Lemos”, Casa-Museu Egas Moniz, Museu Etnográfico de Válega e Museu de Ovar, integrando, ainda, peças recolhidas junto de particulares, nomeadamente, Farmácia Lamy, Farmácia Carmindo Lamy, Família Rodrigues, Alberto Sousa Lamy, Maria Helena Lamy e Serafim Rodrigues”.

No dia seguinte, dia 14, com a colaboração da Escola Secundária Júlio Dinis, decorreram os “Caminhos Dinisianos no Centro Histórico de Ovar”, que integraram visitas guiadas realizadas pelos alunos das turmas de Humanísticas das escolas secundárias. As visitas guiadas, iniciadas na “Casa dos Campos”, destacaram os locais mais relevantes do centro histórico que marcaram a passagem de Júlio Dinis por Ovar, em 1863.
“Registou-se uma grande adesão do publico escolar, comunidade local e visitantes do museu, promovendo-se, assim, um património que ainda se preserva na urbe de Ovar, com potencialidades turísticas”, destacou França.

À noite, decorreu no Museu Júlio Dinis o “V Encontro de Contadores de Histórias e Poetas do Concelho de Ovar” que pretendeu promover a tradição oral – um importante património imaterial Ovarense – que, em 1863, inspirou Júlio Dinis, no esboço de muitas cenas e personagens da sua obra literária, onde se destaca as Pupilas.

Na presença do Vice-Presidente da Câmara Municipal, Domingos Silva, esta quinta edição contou com a participação de poetas populares e contadores de histórias das várias fraguesias do concelho, nomeadamente, Manuel Francisco Pinho, Ana Rosa França, Agostinho Fardilha, Djalma Marques, Olinda Loureiro, Manuel Pires Bastos, Manuel Ferreira Gomes, José Oliveira Neves, Joaquim Fernandes dos Santos, Teresa Amaral, Américo Matos, Eduardo Valente, Alice Resende, Álvaro Rocha e Jaime Almeida.

António França adianta que “esta semana, na quinta, vamos ter cinema, na outra teremos o lançamento da Revista Dunas XIV e na seguinte, musica na quinta-feira à noite”, ou seja, “o programa é vasto mas tem pouco destaque na divulgação”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo