Local

Crianças da EB do Furadouro vibram com Bandeira Azul

Dificuldades na segurança balnear

Para além dos elementos do Executivo, presidentes de juntas e representantes da Capitania e autoridade regional do Ambiente, foi aos meninos que frequentam a Escola Básica e o Jardim de Infância do Furadouro que incumbiu a animação da cerimónia do hastear de bandeiras, incluindo a Azul, esta quarta-feira, na praia do Furadouro.

O acto repetiu-se nas restantes estâncias balneares da costa vareira, mas sem a mesma animação proporcionada pelas crianças da estância balnear ovarense.

Apesar da cerimónia e das bandeiras terem ficado ao vento, o Furadouro ainda apresenta défice de vigilância, nomeadamente a sul da praia, o mesmo sucedendo na Praia dos Marretas, no Torrão do Lameiro, que ainda não tem vigilância, apesar da época balnear já se ter iniciado oficialmente há algum tempo.

A dificuldade na vigilância deve-se à dificuldade na contratação de nadadores-salvadores e não é exclusiva da costa vareira, mas agravou-se desde que os Bombeiros de Ovar deixaram de executar essa subcontratação. Tal obrigou a edilidade a lançar o concurso e depois a procurar a colaboração para o reforço do socorro e segurança nas praias do concelho na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Esmoriz que já faz a vigilância das praias em Esmoriz, Cortegaça e Maceda.

A questão que se levantou neste dias entre quem assistia à cerimónia foi que a Câmara Municipal de Ovar sabe da dificuldade em encontrar nadadores-salvadores, porque não lança o concurso mais cedo de modo a ter as praias vigiadas quando começa a época balnear. Por outro lado, pais das crianças envolvidas também se queixaram do atraso nas obras de construção do refeitório da EB do Furadouro que contiuam a ir almoçar ao Centro de Promoção Social.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo