Publicidade
CulturaPrimeira Vista

Siza a fazer a ponte de uma amizade “perdida” há 25 anos

Quase um quarto de século depois, Pedro Lopes, fotógrafo profissional de Ovar, estava longe de imaginar o que lhe estava reservado: o reencontro de uma antiga amizade. Mas mais do que isso, também o facto de este reencontro lhe vir a proporcionar uma oportunidade única.

No dia 25 de junho, Álvaro Siza Vieira fez 90 anos e foi homenageado na Casa da Arquitetura, em Matosinhos, com a estreia do documentário “SIZA” que mostra o lado menos conhecido do arquiteto.

Dirigido por Augusto Custódio, realizador especializado em arquitetura e design, o documentário é apresentado como “uma viagem à mente do arquiteto português, mostrando o seu lado mais pessoal“, desde a infância à relação com a mulher, a artista Maria Antónia Siza (1940-1973), abordando também a sua faceta na escultura e o seu gosto por música erudita.

publicidade

Pedro Lopes fez parte da equipa que produziu o documentário, reatando uma amizade com o realizador, “que foi meu colega de escola aqui, em Ovar, na Escola Secundária Júlio Dinis”. “Tinha perdido o contacto com ele desde então, há cerca de 25 anos e, no reencontro, os nossos percursos profissionais tornaram a oportunidade possível”.

A convite do Augusto Custódio, “tive o privilégio de acompanhar e fotografar a gravação de algumas entrevistas”. O fotógrafo vareiro classifica de “fantástica” a oportunidade de “fotografar e partilhar alguns momentos com uma das pessoas que mais admiro no panorama nacional e onde pude experienciar duas das minhas paixões fotográficas, a Arquitetura e o Retrato”.

Claro que o dia da apresentação do documentário foi “especial”, pois, em simultâneo, “celebrei a arte, a amizade e as surpresas que a vida nos traz”.

Depois de uma passagem por Ovar, onde viveu algum tempo, Augusto Custodio é, hoje, um publicitário com o coração na arte, inundado por uma profunda paixão pela arquitetura e design. As suas produções são conceituais, envolventes, sentimentais e personificadas. Um retrato com fortes conexões entre criação e criador.

Em 2017, Augusto Custodio montou o seu escritório em São Paulo, tornando-se muito influente na produção e distribuição de conteúdo em vídeo para o mercado de arquitetura, design e arte.

Pedro Lopes “descobriu” a paixão pela fotografia em 2007 e desde aí deixou de haver margem para desempenhar outra atividade, senão dedicar-se inteiramente a esta arte.

Como fotógrafo freelancer tem continuado a desenvolver e a aperfeiçoar técnicas e estéticas que definem o seu percurso profissional e artístico de reconhecido sucesso.

 

 

 

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo