DesportoSlider

A Milha que “torce o pepino”

Mais de três centenas de crianças de vários Agrupamentos de Escolas do concelho participaram, no último sábado, na 16.ª Milha Urbana Cidade de Ovar.

A prova que decorreu na Alameda do Poder Local, na zona escolar de Ovar, tem a organização da Habitovar que se orienta por uma ideia primordial: “O nosso grande objectivo é pôr os miúdos das escolas em contacto com o atletismo e, eventualmente, a tomarem o gosto pela modalidade”.

A Milha Urbana continua a ter lugar para todos os escalões (desde iniciados aos veteranos, passando pelos juvenis, juniores e seniores) e houve um tempo em que chegou mesmo a distribuir prémios monetários. Mas a partir da sexta edição isso deixou de ser possível e o nível competitivo baixou. “Foi aí que começamos a apostar forte na promoção do atletismo, em contacto estreito com os agrupamentos de escolas”, explicou Vasco Colares Pinto, presidente da entidade organizadora.

“Para ter uma prova de nível, teríamos de duplicar ou triplicar o orçamento e não o conseguimos fazer sozinhos”, diz o responsável que, contudo, não fecha a porta: “Se aparecer alguém que queira investir, estamos disponíveis”, mas repete: “Não é esse o nosso objectivo principal”.

A 16.ª Milha Urbana Cidade de Ovar foi uma festa para o atletismo numa tarde de sábado aproveitada para homenagear uma figura vareira, Rui Resende, e uma colectividade, a Associação Desportiva Ovarense, na presença dos autarcas locais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta