Publicidade
Carnaval

A primeira celebridade do Carnaval… era de Ovar

Celebridade e folião a sério nascido na nossa terra foi Santa Camarão. Nos anos 1920 e 30, batia-se no ringue com os melhores do mundo do seu tempo, um pugilista como Portugal nunca mais teve. O vareiro foi um desportista célebre de nível internacional, figura pública nacional da craveira de um Carlos Lopes ou de um Eusébio.

Regressado ao seu cantinho Natal, na Arruela, José Santa surge numa fotografia icónica no Carnaval de Ovar de 1954. “O meu pai é que o desencaminhava, porque ele nem ligava por aí além”, conta João Costa, vizinho e amigo de sempre.

Certo ano, “o meu pai foi a casa dele para irem os dois para a festa, mas ele não tinha roupa”. “Então, vou vestido de quê?”, perguntou, “virando-se para o meu pai”. “Anda cá”, respondeu-lhe e então o “meu pai emprestou-lhe um pijama em que as calças lhe ficavam pelos joelhos e toda a gente se ria quando eles passavam”.

publicidade

Em 1954, recorda João Costa: “O meu pai vestiu-se de velhota e ele foi vestido com um bibe de criança e isso é que foi um sucesso”. Em Ovar, toda a gente se ria e formou-se um cortejo popular atrás deles.

Na terça-feira, “fomos ao carnaval dos Fenianos, no Porto, para fugir ao carnaval sujo que acontecia no centro da vila”. “Ficava toda a gente admirava como ele andava no Carnaval”. “Era uma forma de enriquecer o carnaval de lá e promover o nosso que estava muito evoluído já”, refere João Costa.

No ano seguinte, Santa Camarão vestiu-se de guerreiro, para sair no desfile do domingo gordo, saído de S. Miguel. “O seu porte atlético denunciava-o e não passava despercebido, mas as pessoas gostavam muito de o ver porque era muito divertido”, concluiu.

Na actualidade, não faltam famosos no Carnaval de Ovar. Os da casa vão no cortejo e os de fora vêm assistir e participar nas noites de folia, levando longe a fama dos festejos vareiros.

No primeiro caso, podemos incluir a modelo e apresentadora da SIC, Iva Lamarão, vareira de gema. Antes de ser famosa, desfilou no grupo de passarelle “Palhacinhas” e depois de ter sido eleita Miss Portugal foi em destaque no corso de Carnaval. Também o comediante Aldo Lima chegou a desfilar nos Marados.

Outro caso é o do cantor Fernando Daniel, natural de Estarreja, onde já foi coroado no respectivo Carnaval, é aficionado da Noite Mágica, onde foi apanhado fantasiado de “La Casa de Papel”.

Igualmente de fora, entre muitos outros que por cá são vistos, o ano passado tivemos o actor Pedro Rodil na festa a convite da autarquia e, este ano, é o comediante Tio Jel que, depois de ter sido Rei do Carnaval de Figueiró dos Vinhos em 2020, este ano, é elevado à categoria de “Intelectual do Carnaval”, em vídeos publicados nas redes sociais pela organização em Ovar.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo