Empresas

AIDA CCI com foco em Itália

A AIDA CCI – Câmara de Comércio e Indústria do Distrito de Aveiro integra no seu projeto ADE – Aveiro Digital Export, uma área de prospeção de mercados que sejam interessantes para as empresas do distrito. Itália é, sem dúvida, um desses mercados, pelo que em junho, decorreu uma visita à mais importante exposição internacional de instalações e equipamentos para a produção de calor e energia a partir da combustão de madeira, a Progetto Fuoco Verona.

Esta visita serviu também para a apresentação da região de Aveiro e das suas empresas ao mercado italiano, sendo de destacar um nível de produtividade do trabalho elevado, assim como a sua intensidade exportadora. Em 2021, o volume de exportações da Região de Aveiro situou-se nos 3.7 mil milhões de euros, representando 7% do volume de exportações de Portugal nesse mesmo ano.

Com uma mão de obra na Região bastante qualificada e com uma taxa de escolarização no ensino superior acima da média do país, a região de Aveiro tem um volume de população cada vez maior ao serviço das empresas. Com 8 escolas de Formação Superior, tem uma taxa de escolarização neste ensino de 39,7%, em 2020.

De referir que uma das vantagens mais competitivas da região e do Distrito de Aveiro, no contexto nacional, é a sua localização, consolidada pela vasta presença de infraestruturas de transporte – ferroviária, marítima, aérea, rodoviária, pedonal e ciclável -, que possibilitam diferentes e rápidos modos de mobilidade.

Esta rede de infraestruturas de transporte contribui fortemente para a afirmação da Região de Aveiro enquanto território crítico aos fluxos comerciais a nível nacional e promotor de dinâmicas socioeconómicas com a Europa e com o resto do mundo.

Com 43 813 empresas sediadas na Região de Aveiro (2019), Aveiro apresenta um sólido tecido empresarial, com um elevado número de novas empresas e uma forte predominância do setor das indústrias transformadoras e do comércio por grosso, com destaque para o setor da metalomecânica, cerâmica, calçado, madeira, cortiça e moldes.

Aveiro é também destino high-tech, mantendo-se na vanguarda da inovação e com um índice de competitividade acima da média nacional, registando uma forte aposta na investigação e desenvolvimento.

Sem dúvida, que as diferentes distinções atribuídas à Região de Aveiro reforçam também a sua atratividade ao nível da qualidade de vida, turismo e ambiente propício à realização de negócios. 

É ainda importante referir que esta presença da AIDA CCI na Progetto Fuoco foi a oportunidade perfeita para perceber como aumentar a presença das empresas do distrito de Aveiro nesta feira, criando aqui oportunidades para o desenvolvimento das empresas do setor.

A Progetto Fuoco é, «sem dúvida, um importante foco de inovação, divulgação e criação de negócio para as empresas do distrito de Aveiro, e acima de tudo, é um espaço onde devemos marcar presença para dar a conhecer o potencial do tecido empresarial da região em termos de energias alternativas e inovação tecnológica. Esta visita permitiu-nos perceber que temos ainda muito espaço para fazer as nossas empresas crescerem e, neste contexto podem sempre contar com a AIDA-CCI para as ajudar a encontrar oportunidades e, no futuro, a preparar a presença do distrito de Aveiro em força nesta feira», refere Elisabete Rita, vice-presidente executiva da AIDA CCI.

Durante o evento, Elisabete Rita teve ainda oportunidade de reunir com entidades oficiais internacionais e expositores, de forma a facilitar no futuro a criação de parcerias e sinergias que ajudem a dinamizar as empresas e o próprio distrito de Aveiro.

É de referir ainda que as visitas de prospeção aos mercados internacionais têm como principal objetivo recolher informações e reunir com entidades públicas e privadas, de forma a planear ações futuras de apoio à internacionalização das PME e captação de investimento para o distrito de Aveiro.

O ADE – Aveiro Digital Export é um projeto promovido pela AIDA CCI que pretende capacitar as PME do distrito de Aveiro para a exportação através da utilização dos canais digitais.

O projeto conta com o apoio do COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Apoio a Ações Coletivas, envolvendo um investimento elegível FEDER de 745 783,45 euros o que resultou num incentivo FEDER de 633.915,93 Euros.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo