CulturaSlider

Alberto Gallingani feliz com recepção na cidade

 

De Florença para Ovar, as obras de arte de Alberto Gallingani, que integram a sua mostra itinerante “Histoire d’A”, foram confiadas ao Museu de Ovar, até ao dia 11 de Outubro.

A inauguração da exposição teve lugar no dia 6 de setembro com a presença do artista italiano, que assumiu ser difícil, “traduzir o meu estado de ânimo” para expressar a simpatia e disponibilidade com QUE foi recebido em Ovar.

Mostrou-se muito grato pela visita cultural proporcionada pelo Museu de Ovar, que incluiu uma receção na Câmara Municipal de Ovar, em que recebido pelo presidente Salvador Malheiro e pelo vereador da Cultura, Alexandre Rosas.

Foi igualmente recebido por António França, no Museu Júlio Dinis – Uma Casa Ovarense.

No dia da abertura da exposição “Histoire d’A”, mas à noite, realizou-se um colóquio sobre a obra de Alberto Gallingani, que teve como orador convidado o médico de Espinho, Adão Cruz, que, perante as obras expostas na mesma sala (Fundadores), começou por provocar os presentes: “A arte não tem definição”.

Na sua opinião, “arte faz parte da nossa esfera sentimental”. “Como o do amor, do medo, da tristeza, da alegria…”, insistindo mesmo, que “não gostaria de usar a palavra arte”, preferindo substituir por, “sentimento artístico!”.

Alberto Gallingani, natural de Florença, Itália, onde vive e trabalha, visitou o Mercado Municipal de Ovar (sábado) para conhecer a realidade socio-económica das gentes de Ovar, tendo-se mostrado muito agradado com o diálogo que manteve com as pessoas, nomeadamente os produtores e vendedores, resultantes de uma agricultura de subsistência e familiar.

O artista italiano marca presença em exposições, museus e galerias privadas na Europa, América e Ásia.

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta