Publicidade
Cultura

Alegada burla à atenção das comissões de festas 

A denúncia partiu da organização do Arraial de S. Pedro da Areosa e quer alertar outras comissões de festas para a burla.
No passado dia 16 de maio de 2024, a organização contactou o artista Miguel Bravo, através das suas redes sociais, meio que serviu para toda a negociação de valores para a atuação no dia 29 de junho, em horário a combinar. Os termos da sua contratação ficaram acertados, tendo o artista declarado o valor recebido e comprometendo-se, através de um e-mail, a marcar presença no evento.
A organização foi sendo alertada, aquando da divulgação do cartaz com o rosto do artista, acerca das recentes notícias acerca da sobreposição de datas do Miguel Bravo, com prejuízo para as respetivas organizações.
A organização detetou, dias antes do evento, dois cartazes que anunciavam a presença do artista na região de Lisboa, no mesmo horário do evento que comunica esta situação.
Confrontado com os cartazes dos referidos eventos, ainda que garantindo que estaria presente (só não informou de que forma, uma vez que a sua atuação estava sobreposta) a atitude do artista alterou-se drasticamente, ao ponto de ter deixado de responder e deixou de estar contactável.
A organização informou que, perante o cenário apresentado, era sua intenção retirar o seu nome do cartaz e solicitou o reembolso do valor recebido até então. O dinheiro continua do lado do artista, que se recusa a admitir a sobreposição de datas.
Após ter conseguido chegar à conversa com a agência que representa o jovem artista, a HomeOut, que não esteve envolvida em momento algum deste processo por vontade do mesmo, a agência garantiu à organização que desconhecia a presença do Miguel no Arraial de S. Pedro da Areosa 2024, uma vez que este tinha agendado os espetáculos do artista em Lisboa.
A organização do Arraial lamenta toda a situação infeliz, mas garante que a animação e a energia vibrante, daquela que promete ser uma noite repleta de boa disposição, não está em causa. Los Monkeys vão brindar todos os presentes com uma performance para todas as idades.
A festa tem lugar no próximo dia 29 de junho, no Porto, e a partir das 20h, o recinto abre as portas para uma noite que promete ficar na memória de todos.

 

O artista garanti que as denúncias são falsas, acrescentando que não fica com o dinheiro. “Até porque devolvo sempre o valor”, explicou.

Posteriormente, Miguel Bravo deu ainda a entender que as burlas não são cometidas por ele.

publicidade

“Apenas existem burlas através do meu Facebook e messenger, com o qual eu não tenho nada a ver”, reiterou.

Em 2022, a conversa era outra. Miguel Bravo admitiu na altura, após ser confrontado com vários casos semelhantes aos que agora são novamente relatados, que errou e que tinha “de parar por uns tempos” para se organizar.

Há dois anos, através de um comunicado partilhado nas redes sociais, assumia andar “a mil por Portugal inteiro”, “um arranque após Covid para o qual não estava preparado psicologicamente” e que “de repente, tinha tudo baralhado”, garantindo que nunca tinha feito nada “por mal”.

Publicidade
Botão Voltar ao Topo