CulturaSlider

Alunos vareiros “dominam” final regional do Concurso Nacional de Leitura

Foi memorável a prestação dos alunos do concelho de Ovar na final regional do Concurso Nacional de Leitura que decorreu,  esta quinta-feira, em Albergaria-a-Velha.  No concurso destinado a alunos do secundário, Mariana Martins do 10.º CTA, da ES Júlio Dinis, foi a melhor, e Beatriz Lamy Sampaio, ES José Macedo Fragateiro, ficou em terceiro lugar.Relativamente ao terceiro ciclo do ensino, o primeiro lugar foi arrebatado por João Pedro Teles Rodrigues , do 7.º ano, da ES José Macedo Fragateiro.

É ainda de destacar que mais dois alunos de Ovar, a Margarida Valente, do 9.º C da ES Júlio Dinis, e o Eduardo Oliveira Beça, da Escola Secundária José Macedo Fragateiro, ficaram entre os cinco melhores do 3.º ciclo.

O concelho de Ovar está mesmo de parabéns quanto a livros, leituras e leitores e deverá ser a primeira vez que o mesmo concelho representa todo um distrito, ao nível do 3º ciclo e Secundário na final nacional do CNL.

Regista-se que mais de 100 alunos do 3.º Ciclo e do Ensino Secundário de oito municípios da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) reuniram-se em Albergaria-a-Velha, na quinta-feira, dia 4 de maio, para a fase regional do 11.º Concurso Nacional de Leitura, promovido pelo PNL e pela Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, em articulação com outras entidades.

O Concurso Nacional de Leitura visa promover o gosto pela leitura entre os adolescentes e o conhecimento de obras de autores de língua portuguesa e de escritores universais. Os 67 alunos do 3.º Ciclo leram os livros “Casos do Beco das Sardinheiras”, de Mário de Carvalho, e “Aventuras do João Sem Medo”, de José Gomes Ferreira. Aos 35 alunos do Secundário foi necessário o conhecimento profundo sobre as obras “Fahrenheit 451”, de Ray Bradbury, e “Livro”, de José Luís Peixoto.

O concurso decorreu em duas etapas. Durante a manhã, na Biblioteca Municipal, os participantes fizeram uma prova escrita, constituída por questões de escolha múltipla, com a duração de 30 minutos. Os cinco concorrentes melhor classificados em cada nível de ensino ficaram apurados para a prova oral, que decorreu no Cineteatro Alba, durante a tarde.

A segunda etapa deste evento consistiu numa prova espectáculo apresentada por Paulo Condessa, promotor da leitura e dinamizador de sessões de “Stand-Up Poetry”, e foi gravada pela RTP.

Ao longo da tarde, os dez finalistas responderam, de forma crítica e clara, a questões sobre cada uma das obras seleccionadas e leram, de forma expressiva, um poema escolhido por sorteio.

Após a avaliação do júri, foram premiados três alunos, sendo que o melhor classificado representará a Região na fase final do Concurso Nacional de Leitura. Os prémios são constituídos por cheques-prenda em livros no valor de 100 euros (3.º lugar), 150 euros (2.º lugar) e 250 euros (1.º lugar).

Como em edições anteriores, o Plano Nacional de Leitura [PNL], entidade responsável pelo CNL, com o propósito de tornar este acontecimento mais universal e significativo, articula-se com a Rede de Bibliotecas Escolares [RBE]; com a Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) – que intervém na Fase Regional/das Bibliotecas Municipais; com o Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, IP) – que  organiza o Concurso Internacional de Leitura (CIL); com a Direcção-Geral da Administração Escolar (DGAE) – que organiza o concurso nas escolas portuguesas no estrangeiro; e com a RTP, que acompanha o CNL ao longo de todo o processo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta