Publicidade
Local

Anadia e Estarreja em Ovar contra a Alta Velocidade

O concelho de Estarreja vai receber uma parte relevante da via programada, uma vez que a partir de Canelas há desdobramento da linha com via direta para Oiã e um canal que diverge para Aveiro sempre que a alta velocidade tiver a estação central da cidade como ponto de paragem.

Criaram-se movimentos de cidadãos que numa primeira sessão em Canelas revelou que há surpresas uma vez que uma das alternativas propostas implica a demolição de casas.

O Município de Anadia também já revelou a sua oposição à construção da linha de alta velocidade e aprovou uma moção de rejeição ao traçado da linha ferroviária de alta velocidade que vai atravessar o concelho, “sobrepondo-se a uma das maiores manchas vitivinícolas da região” e “aniquilando projetos enoturísticos”.

publicidade

No âmbito da Consulta Pública do Plano Ferroviário Nacional (PFN), realiza-se hoje, no Centro de Arte de Ovar, uma sessão de esclarecimento decorrente do processo de Licenciamento Único de Ambiente do projeto Linha Ferroviária de Alta Velocidade entre Porto e Lisboa Fase 1: Troço Porto / Soure, Lote A – Troço Aveiro (Oiã) / Porto (Campanhã) – AIA 3610, sujeito ao procedimento de Avaliação de Impacte Ambiental.

Em Ovar, não se conhecem vozes de protesto sobre o projecto.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo