LocalSlider

António Costa enaltece recursos humanos que tornam país “mais competitivo”

Reportagem com vídeo

[themoneytizer id=”16574-1″]

O primeiro-ministro, António Costa, realçou, esta segunda-feira, em Ovar, a possibilidade de uma empresa na União Europeia (UE) se constituir de diversos recursos humanos, provenientes dos vários Estados-membros.

“Isto demonstra que a UE precisa de campeões (…) Uma empresa alemã não precisa só de trabalhadores alemães, pode colher em cada um dos Estados-membros o conhecimento” disse Costa, salientando que “podemos ter uma grande selecção europeia composta pelos melhores jogadores”, atirou.

Na assinatura das novas parcerias de inovação da Bosch com a Universidade do Minho e a Universidade do Porto, em Ovar, o primeiro-ministro destacou que são “cerca de 50 as empresas portuguesas que são fornecedoras do grupo Bosch”.

O Primeiro-Ministro, António Costa, marcou presença na formalização dos contratos que têm foco no desenvolvimento de soluções nas áreas da mobilidade, cidades inteligente e seguras e indústria contectada.

As parcerias foram consideradas pelo chefe do Governo como “um grande exemplo” para “robustecer o sistema científico”, ajudando o país a ser mais competitivo. “Demonstra também como a Europa precisa de campeões, que se fortalecem através desta rede no conjunto da União Europeia, uma extraordinária vantagem”, sublinhou.

As “novas parcerias de inovação” lançadas em 2013 com as Universidades do Minho e do Porto, preveêm “um investimento superior a 50 milhões de euros até 2022” e a contratação de 300 pessoas qualificadas pela multinacional alemã e investigadores das instituições envolvidas.

Na cerimónia estiveram ainda presentes o ministro Adjunto e da Economia, os reitores das Universidades do Porto e do Minho, o presidente da Câmara Municipal de Ovar e o presidente da AICEP, entre outros convidados institucionais.

Primeiro-ministro, António Costa, na Bosch em Ovar: Assinatura do protocolo de inovaçãoAssinatura do protocolo de inovação Bosch – U.PortoO projeto Safe Cities propõe-se a responder e antecipar os desafios que se colocam às sociedades urbanas modernas, desenvolvendo um ecossistema Internet of Things para cidades seguras. Representa um investimento de 16 milhões de euros e a integração de cerca de 30 novos colaboradores na unidade da Bosch em Ovar e mais de 85 investigadores na Universidade do Porto.Chegou a altura da formalização da parceria de inovação entre a Bosch e a Universidade do Porto. Peço aos administradores da Bosch, ao reitor da Universidade e do Porto, e ao presidente do AICEP que se dirijam ao palco.Assinatura do protocolo de inovação Bosch – UMinhoCom o projeto Sensible Car, as equipas da Bosch e da UMinho estarão focadas no desenvolvimento de tecnologia essenciais para que o veículo seja capaz de detetar o ambiente circundante e tomar decisões com base em inteligência artificial e sensores. Este projeto representa um investimento de 35 milhões de euros e a contratação de cerca de 60 novos colaboradores para a Bosch e 70 investigadores para a UMinho.

Publicado por Bosch Portugal em Segunda-feira, 25 de março de 2019

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo