Cultura

Armando França lança “O Amor e a Guerra Colonial”

O antigo presidente de Câmara Municipal de Ovar, Armando França apresenta o seu livro “O Amor e a Guerra Colonial”, no Auditório da Biblioteca Municipal de Aveiro (Edifício Fernando Távora).

Com entrada é livre, a sessão conta com a apresentação do ex-Deputado e ex-Ministro, Dr. Alberto Martins.

Entre outubro de 1972, quando foi incorporado no exército, e março de 1975, quando regressou a Portugal, Armando França e a noiva, Celina, corresponderam-se quase diariamente.

Essa vasta epistolografia, constituída por mais de 1.100 cartas e aerogramas, serve de base a uma “obra autobiográfica e analítica” que o advogado e antigo autarca lança hoje.

“Durante dois anos e meio, entre outubro de 1972 e o meu regresso da guerra colonial em Angola, em março de 1975, mantive uma comunicação epistolográfica regular e quase diária, por carta e aerogramas, com a Celina, então minha noiva e hoje minha mulher, mãe dos nossos filhos e avó dos nossos netos, que, à época, estudava em Coimbra”, explica.

Nesse período, continua, “escrevemos um ao outro cerca de 1.100 cartas e aerogramas (mais aerogramas do que cartas), relatando o dia-a-dia de cada um de nós: a Celina em Coimbra e eu nos quartéis e aquartelamentos por onde ia passando, cá e em Angola”.

É esta correspondência e o que nela vem escrito que lhe permitiu reproduzir, “com verdade e intenso realismo”, o conteúdo de alguma dessa correspondência, fazendo simultaneamente o seu enquadramento temporal, factual e circunstancial, nos planos pessoal, social, militar e político do Portugal da primeira metade da década de 70 do século passado.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo