GaleriaSlider

As derradeiras horas de um cerco que fica para a História (Galeria)

Chega hoje ao fim o confinamento geográfico a que esteve sujeito o município de Ovar e o OvarNews foi ver os últimos instantes de uma cerca sanitária que nos colocou sob stress ou não fosse a medida mais grave prevista em tempo de crise.

O cerco sanitário isolou Ovar dos concelhos vizinhos passando a controlar-se entradas e saídas no território vareiro, suspensão da maior parte da actividade económica e proibição de circulação pública para outros efeitos que não o acesso a bens de primeira necessidade, apoio médico e assistência a familiares.

O Estado de Calamidade pública foi instaurado, devido ao novo coronavírus, no passado dia 17 de Março, dia em que se registavam 35 casos de infecção no concelho com indícios de transmissão comunitária. Números assustadores se comparados com o que se passava no resto no país.

A Administração Regional de Saúde do Centro determinou “o encerramento de todos os estabelecimentos comerciais e de serviços não essenciais, bem como a limitação de movimentação, de pessoas, de e para o concelho de Ovar, devido à existência de perigo para a Saúde Pública, nomeadamente o risco de contágio de Covid19 e como medida de contenção pelo período de 18/03/2020 a 02/04/2020”.

Em causa estão cerca de 70 postos fronteiriços e 40 postos controlados por cerca de 90 agentes da PSP e GNR e ainda 30 entradas obstruídas apenas por barreiras físicas. Vamos, pois acordar este sábado, aliviados e de semblante menos carregado.

 

 

.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta