Opinião

“Azulejo” na vanguarda das festividades pascais

Período de miniférias para muitos – especialmente para o povo mais jovem -, a Páscoa perfila-se como uma festividade religiosa, mas não só. Muitos daqueles que vivem lá por fora, regressam à terra que os viu nascer e criar para, nela, reverem familiares e amigalhaços.

Há borrego, cozido e entremeada ali, doçaria (mais ou menos) conventual acolá. Brinda-se à ocasião e espaços de diversão vestem-se a preceito para acolher a malta que, por estes dias, procura fugir á rotina laboral e coisas dessas mais chatas.

Nesse seguimento, o staff do bar “Azulejo” (ali, perto da Câmara Municipal de Ovar), que tão bem se confunde com coelhinhas recheados de Nutella (no caso das meninas) e de salpicão doce (no caso deles), prepara-se uma colectânea de dias de convívio e diversão.

O emblemático conceito “Neon Party” dá as boas-vindas às massas famintas por dança e folia. Ao invés, também a simpática cantora Liana Kerzhakov diz “sim, presente!”

Os DJ`s Maskarilha (da “We Know Agency”, de Aveiro), Rui Marques, Telles, Andrade e Carapinha, etc., são outros dos convidados. Muitas outras surpresas, parece, surgirão sem aviso prévio. E bem! E bem! “Vai ser giro, divertido e deveras original, pessoal! Cá vos esperamos!”, afirma quem manda no “Azulejo”, de sorriso de orelha a orelha e de dentes manifestamente branqueados e polidos, como se de um azulejo do Palácio da Ajuda se tratasse.

Pedro Nuno Marques (Aveiro)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo