Política

BE questiona Câmara sobre colector no Furadouro

Colector Fura

O grupo municipal do BE na Assembleia Municipal de Ovar quer saber que garantias foram dadas aos moradores de que o colector em construção no Furadouro para recolher águas pluviais, “ali mesmo ao lado de habitações e da estação elevatória de saneamento, não acabará por se transformar num tanque de águas pestilentas, nauseabundas e factor de concentração de mosquitos, dado o risco de servir para descargas de emergência da própria estação da AdRA”.

As dúvidas e inquietações dos moradores são partilhadas pelo BE que questiona igualmente a construção do colector bem junto das habitações e da Estação elevatória do saneamento básico (AdRA).

Ainda que se reconheça o problema de cotas em zonas críticas do Furadouro que dão origem a dificuldades de rápido escoamento das águas pluviais, o BE chama atenção, no requerimento que enviou, não só para “os potenciais riscos para a saúde pública com a possibilidade de concentração de mosquitos, mas também, estranha ainda o facto de este tipo de sistema a céu aberto, não ter sido construído mais a sul, afastado da área residencial e com condições naturais para poder ficar visualmente camuflado, evitando a agressividade paisagística que provoca no local que foi escolhido para a sua construção”.

O documento regista ainda a preocupação o facto de “o colector ter sido projectado para um terreno que, noutros tempos, sempre que a estação elevatória avariava, as descargas acabavam por inundar esse terreno originando focos de poluição”. Por isso, o BE manifesta igualmente dúvidas sobre quais as razões para o colector não ser construído afastado da zona habitacional, nomeadamente mais a sul, numa área dunar em que de forma natural tem sido ponto de concentração de águas pluviais, onde poderiam ser encontradas soluções técnicas equilibradas ambientalmente para corresponder aos mesmos objetivos a que agora se propõem com esta obra”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta