Primeira VistaSaúde

Bloco operatório do Hospital arranca com montagem do estaleiro

A obra de reabilitação e ampliação do Bloco Operatório do Hospital Dr. Francisco Zagalo – Ovar (HFZ-Ovar), consignada esta segunda-feira, já entrou em contagem decrescente para a sua concretização, com o início da montagem do estaleiro.  

 

O dia que há tanto tempo aguardávamos, finalmente, chegou, com os primeiros trabalhos para a o início da concretização de um sonho antigo da instituição e de toda a comunidade”, afirma o presidente do Conselho Diretivo do HFZ-Ovar, Luís Miguel Ferreira, que acompanhou esta quinta-feira a primeira fase de um processo que irá decorrer durante cerca de um ano.  

Pese embora estejamos perante uma obra de extrema importância para a nossa instituição, até começarmos a operar os primeiros doentes teremos que passar por uma fase de grande dificuldade e constrangimentos vários decorrentes da própria obra, que envolve a circulação permanente de camiões pesados, barulhos intensos, poeira abundante, limitação de estacionamento e circulação”, explica.  

Contando actualmente apenas com uma sala de cirurgias, a unidade hospitalar irá melhorar, significativamente, a qualidade da sua atividade cirúrgica, com esta obra de reabilitação, remodelação, ampliação e respetivo apetrechamento do Bloco Operatório.  

A viabilização do projeto mostra que a tutela conta com este equipamento hospitalar para contribuir para a prestação de cuidados de saúde no contexto do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, sublinha Luís Miguel Ferreira, aproveitando, uma vez mais, para agradecer ao Governo, através do Ministério da Saúde e das Finanças, “o facto de ter viabilizado este investimento da maior importância”.

Agradece ainda às entidades envolvidas no processo percorrido até aqui, designadamente, “à Administração Regional de Saúde do Centro e Câmara Municipal que sempre estiveram do nosso lado; à SUCH- Serviço de Utilização Comum dos Hospitais pelo projeto de arquitetura que desenvolveu; às equipas diretivas anteriores do hospital que também envidaram esforços para concretizarmos este projeto; bem como a todos os trabalhadores do Hospital que, com o seu trabalho dedicado, fazem com que acreditem em nós”.

Os encargos totalizam até 2023 – para a obra e equipamento – cerca de 3,3 milhões de euros, investimento que conta com apoio comunitário máximo de 2,5 milhões de euros, enquadrado no Programa Operacional Regional – Centro 2020. Prevê-se que, ainda no ano 2023, se comecem a operar os primeiros doentes na nova sala de bloco operatório. 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo