EmpresasPrimeira Vista

BNI Primazia está a formar núcleo em Ovar

Empresários de todo o distrito participaram, esta sexta-feira, num evento promovido pelo núcleo BNI Primazia de Ovar com o objectivo de reforçar o “networking” num ambiente descontraído e acolhedor.

fatima-bentoNa sequência da apresentação recente do conceito BNI – Business Networking International a 25 empresas do concelho vareiro, o “Business Drink/Sunset Party”, no Hotel Meia-Lua deu a conhecer o programa estruturado, positivo e pró-activo de “marketing passa-a-palavra” que caracteriza o BNI e que tem como objectivo aumentar os negócios dos seus membros.

Fátima Bento, directora consultora do BNI, adiantou ao OvarNews que o “networking” requer compromisso, “são grupos perfeitamente estruturados como uma equipa de trabalho e os seus membros são responsáveis por seguir as políticas e directivas da organização”.

Estes grupos têm uma curiosidade, “que muitas vezes amedronta alguns empresários”, acrescentou, que é o facto de “as nossas reuniões semanais decorrerem às 06h45 da manhã”. As pessoas resistem muito a comparecer a estas reuniões, mas o horário não é obrigatório. Segundo Fátima Bento, esse horário tem uma lógica. “Sabemos que é um horário por vezes complicado, especialmente no inverno e, por isso, marcamos estas reuniões para o horário do almoço ou mesmo para o final da tarde, e o que acontece é que as pessoas chegam atrasadas”. No entanto, e para surpresa, “quando marcamos as reuniões para as 6h45, estamos todos a horas na reunião que acaba por ser altamente produtiva”.

Nunca há duas profissões repetidas num grupo BNI, isto é, “não é permitida a concorrência, existindo, apenas, uma empresa por área de negócio”, lembra a consultora, que reforça: O conceito BNI assenta “em relações de confiança, que permitem a referenciação”, ou seja, os empresários e gestores partilham contactos, trocam experiências e esperam, com isso, fazer negócios”. “Se precisar de alguma coisa, vou-me lembrar mais depressa de alguém com quem me reúno todas as semanas”, defende. “O que pretendemos é que os empresariais de Ovar vejam no BNI uma referência, do ponto de vista presencial, para poderem fazer negócios”, refere Fátima Bento, que também aponta a ligação entre membros de diferentes grupos em várias zonas do país.

Aveiro e Santa Maria da Feira já têm os seus grupos BNI e sendo o concelho de Ovar altamente industrializado e pujante do ponto de vista económico, “e sendo eu membro do BNI Feira, lançaram-me o desafio de formar um grupo aqui”, concluiu Fátima Bento.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo