CarnavalSlider

Boi Muqui desembarca em Ovar

 

Foi há exactamente 514 anos que chegou ao Brasil a primeira frota de portugueses que colonizaria o país – na época, um território já habitado por povos indígenas. A partir de então, as antigas terras de Vera Cruz, como eram chamadas, viram a sua cultura ser influenciada directamente pelos europeus, em especial por aqueles que foram daqui.

Muqui, no Sul do Espírito Santo, foi um dos locais que recebeu não só os portugueses, como também de vários outros países da Europa e de outros continentes.

O carnaval do Boi Pintadinho, um dos símbolos culturais da cidade, também tem raízes portuguesas. E é justamente na semana do “descobrimento” do Brasil que um grupo muquiense faz o caminho inverso e desembarca em Portugal para uma série de actividades de intercâmbio cultural cujo roteiro inclui Ovar.

Trata-se do Grupo Boi Gaspar – um dos 17 grupos que participam do tradicional carnaval em Muqui –, que se apresenta hoje, dia 23, e na quarta-feira, 24, respectivamente em Ovar e na cidade de Porto. “Era o nosso desejo mostrar que, 514 anos após a colonização portuguesa, a história não se perdeu”, comenta o produtor Ériton Berçaco, um dos “comandantes” da expedição.

Além das apresentações do carnaval folclórico de Muqui, cineastas e produtores envolvidos na realização do Festival de TV e Cinema do Interior (Fecin) também estão em Portugal, onde participam da abertura oficial do Festival Indie Lisboa, representando o Estado no evento, e gravam uma série retratando o intercâmbio da cultura popular.

O objectivo é firmar uma parceria com o festival de cinema independente português. “Temos uma proposta, que é fazer uma mostra desse festival em Muqui e levar alguns filmes do Fecin para o Indie Lisboa. O que vai ser, ainda não sabemos. Mas queremos fortalecer o Fecin e a cultura no interior do Estado”, revela Ériton, em declarações à imprensa.

O grupo, formado pelos realizadores do Fecin e pelos integrantes do Boi Gaspar, chegou a Portugal no último sábado, dia 19. No domingo, já participaram numa série de actividades na região de Macedo de Cavaleiros, onde contactaram com os “Caretos de Podence”, parte do folclore português. A série surgirá dessa troca de experiências e conhecimento entre os dois grupos.

Em Ovar, o grupo tem a parceria da bateria da escola de samba Costa de Prata para uma apresentação que decorre esta noite no auditório do Orfeão de Ovar.

“É um registo documental sobre a viagem. Vamos também sair com o boi por cafés e restaurantes, queremos mostrar como é o impacto da cultura capixaba por lá, como as pessoas recebem esse ‘retorno’”, completa Berçaco.

O Carnaval do Boi em Muqui

Ao todo, 17 grupos participam do carnaval do Boi Pintadinho em Muqui. Acredita-se que os festejos tenhas surgido na década de 1940, mas foi na década de 1970 que o movimento tomou forma.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta