Empresas

Bosch e Universidade do Porto apresentam resultados do projeto de inovação para cidades inteligentes

A Bosch e a Universidade do Porto apresentaram, esta terça-feira, os resultados do projeto de inovação Safe Cities, cujas soluções criadas visam antecipar e responder aos desafios que se colocam às sociedades urbanas modernas. O projeto representou um investimento de 16 milhões de euros e a integração de 28 novos colaboradores na unidade da Bosch em Ovar e 87 investigadores na Universidade do Porto. “Estamos muito satisfeitos com os resultados deste projeto, que uma vez mais mostra a importância das parcerias entre universidade e empresa para a promoção da inovação no país”, afirma António Pereira, administrador da Bosch em Ovar, que continua explicando que “desta parceria da Bosch com a Universidade do Porto resultam tecnologias inovadoras que vão beneficiar a sociedade de um modo geral, permitindo contribuir para o aumento da a segurança, proteção e conforto em espaços públicos, externos e internos”. Para João Manuel Tavares, coordenador do projeto na Universidade do Porto e professor catedrático da Faculdade de Engenharia (FEUP), “estes novos produtos para ecossistemas de internet das coisas vão acontecer num futuro muito próximo”.

O projeto “Safe Cities”, que aliou o conhecimento da Bosch Security Systems, em Ovar, e da Universidade do Porto, tem como principal resultado o desenvolvimento de um ecossistema IoT (Internet of Things) para cidades seguras, constituído por cinco sistemas complementares que permitem criar múltiplos serviços. Desta forma, as soluções apresentadas no âmbito do “Safe Cities” contribuem para elevar o patamar de segurança das cidades, cada vez mais dependentes da evolução tecnológica nos campos da sensorização, transmissão de dados, armazenamento e processamento inteligente remoto, e assim suprir as suas necessidades de segurança, privacidade, conforto e eficiência.

As tecnologias que resultam deste projeto de I&D permitem à Bosch adquirir novos conhecimentos e capacidades a serem colocadas no mercado, de forma sustentada, através de novos produtos e soluções, posicionando a empresa entre os principais players do mercado mundial para cidades inteligentes e seguras. Os resultados do projeto “Safe Cities” serão testados na cidade do Porto.

Presente também no evento, Carlos Ribas, representante da Bosch em Portugal, aproveitou a oportunidade para reforçar a importância do trabalho conjunto entre empresas e academia: “o projeto Safe Cities é mais um exemplo de sucesso do trabalho que temos vindo a desenvolver em parceria com as universidades. Não temos dúvidas de que é fundamental que a academia vá para dentro das empresas, que se desenvolvam projetos conjuntos, e exista essa partilha de conhecimento. Este processo é essencial para criar emprego, gerar conhecimento crítico e transformar este conhecimento em valor para as pessoas, para as regiões e para o país”. O representante da Bosch em Portugal termina reforçando com a mensagem que “a I&D tem sido a grande aposta da Bosch em Portugal, e pretendemos continuar nesse caminho, reforçando as nossas parcerias com os centros de saber e de competências em Portugal e continuando a contratar perfis altamente especializados”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo