EmpresasPrimeira Vista

Bosch Ovar investe 6,5 milhões no negócio das eBikes em Portugal

Podem ser criados cerca de 300 postos de trabalho

A Bosch está a trazer a área de negócio das eBikes para Portugal, com as unidades de Braga e de Ovar a assumirem um papel preponderante nas vertentes de desenvolvimento e produção destas tecnologias dentro do Grupo.  Para a Bosch, as eBikes desempenham um papel central na mobilidade do futuro enquanto um dos meios de transporte mais sustentáveis, e por isso este assume-se como um negócio estratégico para a empresa. Este investimento nos projetos eBikes planeados para Portugal vem reforçar a aposta do Grupo no país, com mais postos de trabalho, reforço das equipas de I&D, novas linhas de produção, e consequente impacto positivo no volume de negócio em Braga e Ovar, que se prevê ser crescente ao longo dos próximos anos.

No caso da unidade da Bosch em Ovar, a criação de uma equipa para o projeto eBikes traduz-se num investimento de 6,5 milhões de euros e no recrutamento de cerca de 300 pessoas para as operações, 30 novos colaboradores para as áreas técnica e de engenharia, e mais de 20 perfis especializados para I&D. Esta unidade da Bosch será responsável pelo desenvolvimento, industrialização e produção de Connect Devices para as eBikes, nomeadamente, displays e remote controls, soluções responsáveis por fazer a gestão e o controlo do equipamento. Para além disso, a equipa de Ovar será também responsável por realizar diversos processos de assemblagem e de controlo de elevada precisão. “A criação desta nova área de negócio na Bosch em Ovar permite-nos alicerçar ainda mais a nossa diversificação de portfólio, incrementar as nossas competências e aprendizagens, e além disso desempenharmos um papel importante numa área que é estratégica para o negócio da Bosch a nível global”, refere António Pereira, administrador da Bosch Ovar. Para fazer face às necessidades de crescimento da equipa, a Bosch está a recrutar para Ovar perfis diversos para áreas como engenharia e desenvolvimento de software, engenharia industrial, engenharia mecânica, UX/UI Design, entre outros. A perspetivas de negócio deste projeto na unidade de Ovar é de crescimento, com uma faturação planeada de 40 milhões de euros em 2023, que deverá duplicar nos anos seguintes.

Também na unidade da Bosch em Braga, o negócio das eBikes tem vindo a ganhar cada vez maior dimensão. As equipas estão atualmente a trabalhar no desenvolvimento e produção da drive unit, sensores, eletrónica de gestão das baterias (BMS – Battery Management Systems) e componentes para as eBikes, num trabalho multidisciplinar que conta com o contributo, por exemplo, das equipas de mecânica e software, que comunicam e discutem soluções para que o produto final respeite todos os parâmetros de qualidade e fiabilidade exigidos nestes equipamentos. A nível de produção, a previsão é que até 2026 existam na fábrica de Braga oito linhas de produção dedicadas à produção de componentes para as eBikes. O resultado é, não só a necessidade de aumentar as equipas, com 64 novos colaboradores, mas também um peso crescente que este projeto vai tendo na faturação desta unidade, e que no próximo ano se prevê chegue aos 30 milhões de euros. “A Bosch está muito focada no desenvolvimento de uma mobilidade mais sustentável, e a eBike é um dos produtos com maior sucesso nesse âmbito. Assumir este novo negócio numa área que tem provado o seu valor no mercado e sensibilizado um número cada vez maior de pessoas um pouco por todo o mundo é, para nós, mais uma forma de consolidar a competitividade das nossas atividades em Portugal no seio da Bosch.”, explica Carlos Ribas, Representante do Grupo Bosch em Portugal.

O impacto da aposta da Bosch na área de negócios das eBikes em Portugal faz-se também sentir na localização de Lisboa, onde a empresa criou uma área de suporte técnico, serviços pós-venda e marketing.

Para todos as localizações a previsão é de crescimento das equipas relacionadas com a área de negócio das eBikes, e as vagas em aberto estão disponíveis em: https://www.bosch.pt/carreiras/

E-Bikes: pedalar para a mobilidade sustentável do futuro

Cerca de um quarto das emissões totais de CO₂ da UE são causadas pelos transportes, de acordo com um relatório da Agência Europeia do Ambiente. Optar por uma eBike ajuda a reduzir o tráfego, o ruído e as emissões de gases de escape. Para reduzir ainda mais as emissões, é importante estabelecer a sustentabilidade como critério fixo no desenvolvimento e produção de eBike.  Como resultado, a Bosch eBike Systems já incluiu critérios ambientais no desenvolvimento de produtos e implementou o conceito de conservação de recursos em todos os processos. Desde a responsabilidade social e ecológica ao longo da cadeia de abastecimento, até o desenvolvimento de produtos e processos de produção o mais sustentáveis possível.

O fenómeno das eBikes reflete uma tendência cada vez mais visível nas cidades de todo o mundo. Por exemplo, na Alemanha mais de três milhões de bicicletas elétricas já estão em uso. A Bosch disponibiliza uma vasta gama de eBikes – desde modelos de passeio e bicicletas do dia-a-dia a bicicletas desportivas eMountain ou bicicletas eCargo para transporte de mercadorias. A eBike é a parceira perfeito para o dia a dia urbano. Em viagens inferiores a 5 km, este meio de transporte é o modo mais rápido para estas distâncias, tendo em conta o trânsito e o número reduzido de lugares de estacionamento nos grandes centros urbanos. Além disso, a eBike pode ser uma oportunidade para melhorar o planeamento das cidades, já que um espaço de estacionamento acomoda de seis a oito bicicletas. O espaço rentabilizado pode ser usado para as pessoas e para aumentar as zonas verdes.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo