LocalPrimeira Vista

“Casa Amarela” está assombrada mas tem cura, diz Bruxo de Fafe

“Confirmei que a casa está assombrada por espíritos malignos, mas tem cura”, garante Fernando Nogueira, mais conhecido por Bruxo de Fafe que, recentemente esteve no interior da “Casa Amarela”.

Mas há uma condição. “O proprietário só tem de vir falar comigo para eu começar o tratamento”. Receita: “Preciso de vinte dias, a trabalhar de manhã à noite, e dez homens para me segurar, mas tem tratamento”, confia o homem que esteve no interior do imóvel desabitado, a convite do jornal Correio da Manhã.

“Posso dizer-lhe que me transfigurei lá dentro. Não foi fácil, mas eu queria ver se era verdade o que se dizia e agora sei que é”.

Nesta altura do ano, perto do  “Halloween”, desperta o interesse pelo imóvel e o OvarNews foi ao encontro do Bruxo de Fafe que nos assegurou: “Não é um nem dois, são vários espíritos que estão lá dentro, porque como se vê, a casa está localizada numa encruzilhada de quatro estradas e isso atrai muitos espíritos perdidos”.

A cura não será simples, mas Fernando Nogueira promete resolver: “Vamos ter de limpar tudo o que está à volta da casa e depois eu assumo a responsabilidade, mas o dono tem de vir falar comigo primeiro”, repete.

Quando entrou na “Casa Amarela, não sabia o que ia encontrar. “O objectivo era ver se a casa estaria mesmo assombrada, ou se tudo não passaria de um mito. Posso garantir que esta casa tem espíritos maligno, alguém que aqui se suicidou. Mas também há outras duas mortes aqui”, já tinha dito Fernando Nogueira ao matutino lisboeta.

Foto: Correio da Manhã

A “Casa Amarela” é uma referência bem conhecida pela população de Ovar e não só. Na versão contada pelo “CM”, a sua construção começou em 1952, mas nunca foi acabada. Descreve que o dono da casa nunca aceitou o namoro da filha com um rapaz de família pobre e que o casal se terá matado. Pouco tempo depois, arrependido, o pai suicidou-se.

A casa foi depois vendida e uma família mudou-se para lá, mas teve de fugir durante a noite, após experienciarem fenómenos paranormais. A moradia voltou a ser comprada no início dos anos 2000 por uma empresa das redondezas, que tinha muito sucesso até aí. Dois anos depois, faliu.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo