LocalPrimeira Vista

Câmara já tem acordo com a IP para reabilitar a EN109

A Câmara Municipal de Ovar chegou a acordo com as Infraestruturas de Portugal (IP) para a ansiada obra de reabilitação da EN109.

Depois de uma proposta recusada, a autarquia tem um plano que prevê que a pavimentação, infraestruturação e intervenções de segurança sejam pagos pela IP.

Tudo o que se enquadre na  requalificação urbana ou outros melhoramentos será da responsabilidade da Câmara Municipal que será “a dona da obra e vai proceder ao lançamento do respectivo concurso público”.

A Câmara Municipal está, neste momento, a concluir o projecto com a passagem de alguns melhoramentos para o projecto, como é o caso dos passeios da Ponte Nova, em Ovar, e a eventual inclusão da rotunda da Igreja de Esmoriz e outra nos Castanheiros, também em Esmoriz.

O troço da EN109 entre Válega e Espinho regista um volume de tráfego significativo e apresenta-se com piso degradado, ausência de passeios ou passagens para peões em boa parte do seu percurso e cruzamentos que exigem novas soluções para garantir a fluidez do trânsito.

Em Março de 2021, a IP informou que a beneficiação da EN109, entre o km 18.400 e o km 40.200, programada para 2017, e sucessivamente adiada, teria de contar com a comparticipação financeira do Município na ordem dos 7 ou 8 milhões de Euros. Em Ovar gritou-se “É indecente!”. A obra deverá agora fazer-se por cerca de metade.

 

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo