LocalSlider

Câmara Municipal vai atribuir 75 bolsas de estudo

A Câmara Municipal de Ovar (CMO) anunciou que vai atribui bolsas a estudantes do ensino universitário que pertencem a agregados familiares mais vulneráveis economicamente. Ao todo, a CMO aprovou a atribuição de 75 bolsas de estudo, com um valor global de 75 mil euros.

O executivo ovarense aprovou a atribuição de 100 euros mensais durante dez meses (a partir do início do ano lectivo), totalizando 1.000 euros por aluno apoiado. Se o estudante for portador de um grau de deficiência, valor que será majorado em 20 Euros mensais quando se tratar de estudante portador de um grau de deficiência, perfazendo um valor final total de 1.200 euros.

O presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, explicou que “estas bolsas são atribuídas em função da situação económica dos respectivos agregados familiares”, assegurando que “não é por falta de recursos que os alunos com aproveitamento vão deixar o ensino superior.”

Os interessados podem candidatar-se a esta bolsa de estudo mediante um requerimento específico a disponibilizar pela Câmara Municipal de Ovar pela Divisão de Desenvolvimento Social e Saúde, em período a definir pela autarquia. Deverá ser ainda entregue alguma documentação necessária que ateste a legitimidade de cada candidato a usufruir deste apoio.

À semelhança do que tem sucedido em anos anteriores, a autarquia propõe-se aprofundar o papel que tem vindo a desempenhar enquanto promotora da coesão social e da igualdade de oportunidades. Visa, ainda, incentivar e proporcionar o acesso e a frequência do ensino superior a jovens cidadãos, residentes no concelho de Ovar, cujas possibilidades financeiras sejam vulneráveis.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta