LocalSlider

Câmara vai intervir para acalmar tráfego na Avenida da Régua

O aumento da sinistralidade que tem vindo a caracterizar o trânsito na Avenida da Régua vai levar a uma intervenção do Município que, segundo anunciou o presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, está já programada. “Vamos intervir rapidamente na maioria das passadeiras da Avenida da Régua, e são mais de dez”, disse ao nosso jornal. “Vamos intervir para que seja obrigatório, fisicamente, os automobilistas pararem antes das passadeiras”, explicou o edil, reforçando que a “intervenção vai acontecer muito brevemente”.

Recorde-se que a Avenida da Régua foi palco de vários acidentes graves no último verão, levando a vários protestos e críticas ao actual estado da via. Entre eles, Paulo Guerra dos Santos, engenheiro de Vias de Comunicação e Transportes, escreveu nas páginas do OvarNews, apontou que a referida via “tem demasiadas características de auto-estrada: é uma longa recta com 2 km de extensão, sem uma única medida de acalmia de tráfego que obrigue os automobilistas a reduzir a velocidade, é ladeada por elementos paisagísticos, bem colocados a meu ver, mas que escondem as zonas dedicadas a peões e ciclistas dando a sensação de que estamos numa via rápida onde só circulam automóveis”.

Juntam-se a estas características, continua o técnico, “um pavimento betuminoso regular e uma reduzida visibilidade das passagens de peões e dos cruzamentos e estão criadas as condições para incutir no condutor (já de si distraído ou com pressa) diversos estímulos para acelerar bem como para não ter sequer consciência da real velocidade – muito acima do legal e do recomendado – a que circula”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta