CulturaPrimeira Vista

Caminho Marítimo de Santiago passa pelas estações náuticas

As Estações Náuticas da Ria de Aveiro (certificadas como Estações Náuticas de Portugal), de Ílhavo, Aveiro, Ovar, Murtosa, Estarreja e Vagos, vão acolher as cerca de 20 embarcações de recreio que estão a fazer o “Caminho Marítimo de Santiago em Portugal”, liderada pela Caravela Portuguesa Vera Cruz, entre os próximos dias 4 e 6 de junho.

O projeto pretende recriar, na costa portuguesa, a viagem da “Barca de Pedra” que, segundo reza a lenda, no ano 40 do primeiro milénio transportou o corpo do Santo peregrino desde Jaffa na Palestina até Campus Stella na Galiza.

O Cruzeiro Inaugural em 2022 teve início em Vila Real de Santo António a 28 de maio e término no dia 13 de junho em Santiago de Compostela.

A chegada das embarcações à Ria de Aveiro está prevista para o dia 4 de Junho a partir das 17h, prevendo-se que a Caravela Vera Cruz seja a primeira a chegar, ficando ancorada no “Porto Bacalhoeiro” (Porto de Pesca do Largo do Porto de Aveiro, na Gafanha da Nazaré). As restantes 17 embarcações serão acolhidas e distribuídas pelos vários portos de abrigo e/ou pesca da Região.

A partida das embarcações está prevista para as 08h00 do dia 6 de Junho e serão acompanhadas pelos nautas da Ria de Aveiro até à saída da barra da Ria de Aveiro onde os peregrinos seguirão o seu caminho.

Além das autarquias envolvidas esta iniciativa tem a colaboração dos parceiros das seis estações náuticas envolvidas, e muito em especial, do Porto de Aveiro, da Docapesca, do CNBB – Clube Náutico Boca da Barra, do À Vela – Associação Aveirense de Cruzeiro, do CVCN – Clube de Vela da Costa Nova, da ANRGN – Associação Náutica e Recreativa da Gafanha da Nazaré, do MCG – Marinha Clube da Gafanha e ainda da APARA – Associação de Pesca Artesanal da Região de Aveiro.

A Ria de Aveiro, polo de marca turística do Centro de Portugal, e a suas seis estações náuticas certificadas, contam assim com mais um Produto Turístico – uma rota náutica e religiosa, que poderá ser praticada em qualquer altura do ano e recebida pelos clubes náuticos localmente instalados, proporcionado, uma experiência em condições de segurança que permitirá aos praticantes da náutica de recreio, testar as grandes qualidades existentes na Ria de Aveiro no âmbito do turismo náutico.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo