LocalPrimeira Vista

Casal vendia droga e recebia em artigos furtados na cidade

O pico anormal da prática do crime de tráfico de estupefacientes e de crimes contra o património, verificado nos últimos meses e concentrados numa zona residencial do centro da cidade, tem causado um sentimento de insegurança na população.

No decorrer da investigação que decorreu na esquadra da PSP de Ovar, foi possível relacionar estes ilícitos, suspeitando-se que alguns consumidores do produto estupefaciente cometeriam determinados crimes de furto, de forma a obterem objectos que poderiam servir de moeda de troca, sendo recepcionados por um casal que festava referenciado pelas autoridades.

Os “clientes” executariam ainda crimes de incêndio e danos na via pública como método de distração para conseguirem efectuar outros ilícitos. A PSP, no âmbito de uma investigação originada por suspeita de tráfico de estupefacientes, que decorria na Esquadra de Ovar há já cerca de um ano, ontem, pelas 20h15, deteve um homem de 28 anos e uma mulher de 25, desempregados, residentes em Ovar.

Os suspeitos foram interceptados pela Polícia à entrada da residência de ambos e, no cumprimento de um Mandado de Busca Domiciliária, as Brigadas de Investigação Criminal da referida Esquadra apreenderam cerca de 220 doses de cocaína e recuperaram diversos artigos furtados, relativos a pelo menos cinco diferentes furtos ocorridos na cidade de Ovar, os quais estavam ainda em fase de investigação.

Os detidos compareceram hoje no Tribunal Judicial de Aveiro, a fim de serem presentes a primeiro interrogatório judicial, desconhecendo-se, até ao momento, as medidas de coação aplicadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo