LocalPrimeira Vista
Em Destaque

Casas de banho da estação vão reabrir após anos encerradas

Uma petição subscrita por empresários, taxistas, moradores e clientes dos restaurantes, cafés e lojas na envolvente da estação da CP de Ovar está na base do anúncio da reabertura das casas de banho.

O abaixo-assinado, que foi igualmente remetido à empresa pública Infraestruturas de Portugal (IP), Câmara Municipal de Ovar, Direcção-Geral da Saúde e à Administração Regional de Saúde do Centro, argumenta que a reabertura das casas de banho é uma “exigência de saúde pública” que não pode ser o comércio local a suprir.

“Em grande parte dos casos são os estabelecimentos comerciais perto da estação da CP, assim como cantos, vielas e esquinas, que estão a sofrer com esta situação, servindo de escape aos utilizadores dos comboios, que pagam as suas viagens à CP sem que nem ela nem IP cumpram com a mesma obrigação de ter casas de banho que se exige às lojas e outros estabelecimentos públicos”, disse à Lusa o empresário Joaquim Coutinho, promotor do abaixo-assinado.

Segundo os subscritores do documento, os sanitários da estação de Ovar estão encerrados “há vários anos”. Na porta das casas de banho há um cartaz a dizer “temporariamente fora de serviço”, sendo o comércio da envolvente “a acudir” aos passageiros e, dessa forma, a suportar “avultados custos de manutenção das suas instalações sanitárias”, o que, segundo a petição, os empresários fazem “sem qualquer contrapartida e apenas como forma de suprir a falta de condições de higiene da estação de Ovar”.

Depois de inaugurado um bar no início desta semana, a Infraestruturas de Portugal (IP) informou a agência Lusa que as instalações sanitárias da estação ferroviária de Ovar, encerradas “há anos”, irão reabrir “nos próximos dias”.

“Já foi contratada uma entidade que vai garantir esse funcionamento e assegurar a limpeza regular do espaço, pelo que, nos próximos dias, as instalações sanitárias da estação voltarão a estar abertas em permanência”, revelou a IP que reconheceu que as casas de banho da estação de Ovar “foram fechadas há muito tempo porque eram regularmente alvo de vandalismo”, após o que a empresa decidiu “entregar a chave apenas a pedido” – o que, entretanto, também deixou de verificar-se porque o local “não estava guarnecido com pessoal que pudesse assegurar a [sua] limpeza”.

Nunca se entendeu muito bem porque é que a #EstaçãodeOvar não tinha um serviço de #bar, ao contrário do que sucedia em…

Publicado por OvarNews em Segunda-feira, 5 de outubro de 2020

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo