DesportoSlider

Caso de patrocínios fictícios no Esmoriz já tem sentenças

O Tribunal de Aveiro aplicou hoje penas de multa ou de prisão, suspensa, a 17 dos 18 arguidos envolvidos num esquema de patrocínios fictícios concedidos ao Esmoriz Ginásio Clube, que tinham sido inicialmente absolvidos num primeiro julgamento, em 2011.

Todos os arguidos estavam acusados pela prática em coautoria de um crime de fraude fiscal, com exceção de uma funcionária administrativa do clube que estava acusada pelo mesmo crime, mas enquanto cúmplice.

A pena mais gravosa, de dois anos e meio de prisão suspensa, foi aplicada a seis antigos dirigentes do clube (presidentes, vice-presidentes e tesoureiros) no período compreendido entre 1996 e 2004.

Já os representantes das empresas que beneficiaram deste esquema foram condenados a penas que variam entre um ano e três meses e dois anos de prisão. (Ler artigo)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta