LocalPrimeira Vista

Catalisadores furtados em São Miguel de Ovar

O furto de catalisadores de carros tem sido frequente em várias zonas do país mas em Ovar ainda não tinha acontecido. Até ontem. Quatro viaturas que se encontravam estacionadas na Rua das Filarmónicas, em São Miguel de Ovar, ficaram sem os respectivos catalisadores.

Um dos moradores lesados conta que foi vítima de furto do catalisador do seu carro de marca Opel Astra e que o roubo deverá ter ocorrido entre a meia-noite e as 10 da manhã de ontem.

O morador garante que ontem “foram atingidos mais três carros na mesma área, dois da marca Opel e um Skoda”.

Conforme já pôde averiguar, “só o custo para arranjar o meu vai para os 400 Euros”, por isso, alerta os “vizinhos e não só para estarem alerta e se virem alguém a mexer na mecânica de carros durante a noite ou de madrugada, liguem de imediato para a polícia, porque isto agora está a crescer por cá”.

O catalisador vem montado dentro de uma cápsula de aço inoxidável no escape do carro e é composto por uma colmeia cerâmica, na qual fica a camada de metais nobres, como paládio, platina ou ródio. Os ladrões têm roubado esse material porque, segundo as autoridades, o grama do paládio é mais caro do que a grama do ouro.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) recorreu às redes sociais para deixar algumas dicas aos automobilistas, começando por recomendar que o estacionamento da viatura seja feito preferencialmente em áreas movimentadas ou zonas bem iluminadas.

Também a PSP sublinha que é “fundamental que os ofendidos apresentem sempre queixa, mesmo em caso de mera tentativa”, pois só ao dar conhecimento do crime está a acionar o mecanismo que permite “iniciar a investigação e chegar mais facilmente à identificação dos seus autores”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo