Cultura

“Catarina e a beleza de matar fascistas” este fim-de-semana em Ílhavo

Depois de dois adiamentos e mais de um ano depois da data da sua primeira
programação em Ílhavo, o espectáculo “Catarina e a beleza de matar fascistas”, de Tiago
Rodrigues, estreia finalmente no palco da Casa da Cultura de Ílhavo, onde chegou a ter todo
o cenário montado em setembro de 2021 (quando foi adiado devido ao isolamento de um
dos elementos da comitiva), para três sessões a 22, 23 e 24 de abril.

O espectáculo, que estreou em Guimarães, em 2020, acaba de regressar de Roma,
com um elenco renovado, que conta com António Fonseca, Beatriz Maia, Carolina Passos-
Sousa, Isabel Abreu, Marco Mendonça, Pedro Gil, Romeu Costa e o ovarense Rui M. Silva.
É a história de uma família que mata fascistas. “É uma tradição antiga que cada
membro da família sempre seguiu. Hoje, reúnem-se numa casa no campo, no Sul de
Portugal, perto da aldeia de Baleizão. Uma das jovens da família, Catarina, vai matar o seu
primeiro fascista, raptado de propósito para o efeito. É um dia de festa, de beleza e de
morte. No entanto, Catarina é incapaz de matar ou recusa-se a fazê-lo. Estala o conflito
familiar, acompanhado de várias questões. O que é um fascista? Há lugar para a violência na
luta por um mundo melhor? Podemos violar as regras da democracia para melhor a
defender? Entretanto, surge por vezes o fantasma de uma outra Catarina, a ceifeira Catarina
Eufémia que foi assassinada em 1954 em Baleizão durante a ditadura fascista. Catarina
Eufémia aparece durante a noite, enquanto a família dorme, para conversar com o fascista
de 2028 que aguarda o seu destino”.

Para as sessões deste fim-de-semana, na Casa da Cultura de Ílhavo, todos aqueles
que possuíam bilhetes para o dia 17/09/2021, estes são válidos para o dia 22/04/2022,
sexta-feira, às 21:00. Os bilhetes de 06/03/21 ou 18/09/2021 são válidos para a sessão de
sábado, 23/04/2022, às 21h00. Finalmente, os bilhetes de 07/03/21 ou 19/09/2021 são
válidos para a sessão de domingo 24/04/2022, às 16h00.

O espectáculo, escrito e encenado por Tiago Rodrigues, é uma produção do Teatro
Nacional D. Maria II.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo