LocalSlider

Centenas de militares chegam a Maceda para o Hot Blade’14

O Aeródromo de Manobras n.º 1 de Ovar, em Maceda, da Força Aérea, vai realizar, entre os dias 16 e 30 de Julho de 2014, o exercício de helicópteros “Hot Blade 14”, no âmbito do programa de treino de helicópteros da Agência Europeia de Defesa.

Na véspera do início do Hot Blade 2014, o Aeródromo de Manobra n.º 1 (AM1), em Ovar, tornou-se uma grande ‘cidade’ onde centenas de militares se preparam para o exercício.

Sente-se o entusiasmo no ar. Por toda a parte, as pessoas sorriem e apertam as mãos. Cruzam-se idiomas com a reunião de seis nações na Unidade.

É a última edição do Hot Blade e todos querem dar o seu melhor. A motivação está ao mais alto nível e isso tem sido visível durante a fase do “in processing”.

Este procedimento, que acontece antes do início das operações, contempla o registo de entrada e atribuição de identificações. É também nesta altura que os militares são encaminhados para um briefing de acolhimento, no qual se apresenta a panorâmica da base, com a localização dos diversos serviços, tais como a área da logística, apoio, segurança e comunicações.

Hoje, chegaram mais forças militares ao AM1. Entretanto, as que já chegaram procedem à instalação, hasteiam as suas bandeiras e fazem nascer as primeiras tent cities.

Este exercício vai envolver a participação das Forças Armadas Portuguesas, da Bélgica, Alemanha, Áustria e Reino Unido que vão estar sediadas no Aeródromo de Manobra n.º1 de Maceda, em Ovar, estando as suas acções planeadas para o interior centro/norte de Portugal Continental.

O Hot Blade 14 tem como finalidade permitir que as tripulações europeias se qualifiquem e treinem em cenários exigentes idênticos aos dos actuais teatros de operações, bem como aumentar a interoperabilidade entre as forças participantes.

De forma a serem cumpridos os objectivos propostos, as forças participantes irão executar missões em horário diurno e noturno. Desde o planeamento inicial, foi dedicado um especial cuidado com o impacto do barulho e transtorno por ele causado às populações nas áreas de operações. Porém, devido às especificidades do treino, o mesmo será, em algumas fases das operações, inevitável.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo