LocalPrimeira Vista

Cercivar vai avançar para a construção de um Lar Residencial

A Cercivar – Cooperativa para a Educação, Reabilitação de Crianças Inadaptadas de Ovar, C.R.L, quer construir um Lar Residencial com capacidade para 12 utentes.

O presidente da direcção da Cercivar, Augusto Oliveira, adiantou que “as três residências, inauguradas este ano, “estão practicamente completas, o que nos apraz registar, e a nossa ideia, já em projecto, era avançar com o início da construção de outras três residências”.

No entanto, a direcção da Cercivar, atenta às necessidades do concelho de Ovar e outros limítrofes, entendeu sugerir à Câmara Municipal de Ovar a alteração do PDM de modo a permitir a alteração do projecto.

Augusto Oliveira explicou que a instituição “tem uma lista de espera muito grande para cidadãos com deficiências mais graves e a resposta que temos disponível está esgotada”. Assim, continuou, “pensamos transformar as outras três residências previstas num Lar Residencial”.

Tudo indica que a Câmara Municipal entendeu a pretensão. “Tenho indicação que a decisão está tomada em termos de aprovação do nosso pedido e, portanto, o próximo passo e desafio passa pela construção de um Lar Residencial para 12 utentes”. “Vamos ver se conseguimos, mas é esse o nosso próximo desiderato”, revelou o Coronel Augusto Oliveira, durante o Dia Aberto da Cercivar que decorreu esta sexta-feira.

Neste dia repleto de actividades e de público, destacou, “tentamos mostrar sempre o que os nossos utentes fazem, em termos de actuações e exposições, de acordo com as actividades que desenvolvem ao longo do ano”.

Outro momento alto foi a apresentação do novo logotipo da Cercivar, que já tinha sido feita previamente aos colaboradores da instituição que esta sexta-feira foi a vez de todos o poderem ver.

“Penso que só facto de termos aqui todas estas pessoas, que vieram ao nosso encontro, neste dia especial, é o ponto mais alto da festa, revelando que a Cercivar é uma instituição que merece o carinho de todos”.

O responsável garante que sente “cada vez mais, o apoio de todos e a própria comunidade está sensibilizada para a importância desta casa e do serviço que aqui se presta”. “Os cidadãos que aqui estão, pela sua diferença, merecem esta atenção”, concluiu.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo