Publicidade
Cultura

Cine-teatro da Murtosa será reabilitado

Obra corresponde a um investimento superior a 1,5 milhões de euros.

A Câmara da Murtosa anunciou que vai reabilitar o Cine-Teatro, uma réplica do Teatro São João do Porto, de arquitecto desconhecido, para aí instalar uma escola de teatro, revelou o seu presidente, Joaquim Batista, esta segunda-feira.

“Estamos a falar de um edifício com impacto arquitectónico a que alguns técnicos reconheceram imenso valor, sendo um teatro tradicional de ferradura e uma espécie de réplica do São João, construído no início do século XX”, disse à Lusa Joaquim Batista, no dia em que foi publicado em Diário da República a sua classificação como imóvel de interesse municipal.

Além do valor arquitectónico, o autarca releva a importância social do edifício, construído através da doação inicial de um conjunto de benfeitores e de uma subscrição pública.

publicidade

“Foi um investimento social da comunidade e nós entendemos que, quando se trata de edifícios cuja mobilização social foi relevante em torno deles, devemos preservar”, explica o presidente da Câmara da Murtosa.

O edifício foi, durante décadas, “o grande espaço cultural e social da Murtosa”, mas ao longo da sua história conheceu usos muito diferentes: além de casa de espectáculos, foi quartel de bombeiros, sede dos escoteiros, colégio e Junta de Freguesia.

A sua classificação visa também poder reabilitar o edifício respeitando a sua identidade e impedindo a sua descaracterização.

A Câmara vai celebrar com a Junta de Freguesia da Murtosa, a quem o imóvel actualmente pertence, um contrato de comodato para a gestão e valorização do imóvel.

“As juntas de freguesia, pelo menos no município da Murtosa, não têm vocação, nem capacidade técnica e financeira para levarem a cabo obras de reabilitação desta dimensão”, justifica Joaquim Batista.

Quanto ao destino na velha casa de espectáculos, depois de renovada, numa obra que irá corresponder a um investimento superior a 1,5 milhões de euros, é vir a funcionar como escola de teatro.

“O nosso objetivo é dedicar o edifício ao ensino e ao estímulo para a prática do teatro junto das nossas comunidades escolares, numa oferta cultural integrada com a formação académica”, adianta o autarca.

Esperando assim criar condições para que os grupos de teatro amadores locais “possam finalmente voltar a um espaço que já foi o deles”, Joaquim Batista disse à Lusa que tal não significa que o município abdique de vir a construir um espaço de raiz para grandes espectáculos.

“O cine-teatro, fruto das suas características, tem muitas limitações, nomeadamente a dimensão da boca de palco, que condiciona uma diversidade de manifestações artísticas”, diz.

Esperando que o processo da sua reabilitação possa ter início “no último trimestre deste ano”, o presidente da Câmara da Murtosa salienta que a autarquia adquiriu terrenos nas imediações para melhorar os acessos e está a concluir a obra de reabilitação da área envolvente, criando condições de parqueamento automóvel no local.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo