CulturaPrimeira Vista

“Cinema é tudo que anseio fazer na minha vida” – Inês Costa

[themoneytizer id=”16574-1″]

Destacou-se na última temporada da série “Morangos com Açúcar”, na TVI, integrou o elenco principal de “Os Nossos Dias” e iniciou-se nas novelas em “O Beijo do Escorpião”. Veio a Ovar filmar “Carnaval Sujo”, em busca do sonho do cinema.

Como correram as filmagens do filme “Carnaval Sujo?
Muito bem, com os contratempos que são normais no cinema, mas foi muito bom. Foi óptimo, porque cinema é tudo que anseio fazer na minha vida. Em termos pessoais, não podia ter sido melhor.

Já conhecia esta zona da Ria de Ovar?
Não, é a primeira vez que cá venho e gostei muito. É um lugar diferente de tudo a que estou habituada. Venho da cidade e chegar aqui para trabalhar neste ambiente único, foi maravilhoso.

Como surgiu a possibilidade de fazer o “Carnaval Sujo”?
O Vasco Josue e o José Miguel Moreira conheceram -me em Sintra, por mero acaso, na Guest House da minha mãe e um dia ela ouviu-os dizer que andavam a procura de uma miúda com a minha idade e aparência para fazer esta história. E isso foi o suficiente.

Este é um passo novo e diferente na sua carreira?
Sim, sem duvida, porque eu venho da novela, de actriz de novela e, apesar, de ter tido outras experiências, em cinema é diferente, e ainda bem, porque é outro tempo, outros horários. Mas é o que eu quer fazer. A intensidade do cinema, os planos que são mais fortes. No cinema é tudo diferente e há mais liberdade do que na novela.

Como foi trabalhar com o realizador José Miguel Moreira?
Já tinha visto as curtas dele e isso bastou para perceber que é um excelente profissinal e um realizador que sabe muito bem o que quer e, alé, disso, escreve também muito bem. Tem um talento muito grande que não pode ser ignorado. Estou aqui a realizar um sonho e uma coisa que falamos há 4 anos.

Como caracterizaria a sua personagem no filme?
O Zé quis tratar o nosso reflexo enquanto inês e Pedro. Os personagens têm o nosso nome, o que é curioso. Ele quer mostrar como é que eles reagem numa situação de presssão. Ele quer que tudo seja o mais realista possível e isso vai transparecer no filme.

Pode adiantar que projectos lhe reservam o futuro?
Depois do “Carnaval Sujo”, em Fevereiro, vou começar a gravar uma mini série para a Sic Radical.

(Foto: RiC)

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo