Política

Clube de Campismo “Os Nortenhos” refuta acontecimentos no Parque de Campismo de Cortegaça

Publicamos a nota enviada pela direcção do Clube Clube de Campismo “os Nortenhos” ao abrigo do direito de resposta.

1- A Junta de Freguesia de Cortegaça, diz pretender fechar o Parque conforme comunicado emitido pelo seu Presidente afixado no Parque e na página do Facebook da Junta (Parque de Campismo de Cortegaça) segue em anexo o documento. Assim cai por terra a tentativa da dita junta de evitar encerrar o Parque, conforme a vossa noticia publicada.

1.1.- Esta ocupação do Parque feita pela Junta foi e é ilegal.

1.2.- Os processos continuam a aguardar decisão judicial ou seja a Junta continua a omitir a verdade, a enganar todos conforme o comunicado emitido pelo próprio Presidente de Junta.

1.3.- A Junta na qualidade do seu Presidente assumiu na integra a dispensa de quatro funcionários no dia da ocupação ilegal, este emitiu um documento que se encontra na ata da DGERT (Ministério do Trabalho) assim como foi apenso ao auto feito pela GNR (Esmoriz) no local em 14 de Julho do ano em curso. Este assumiu na integra tudo e todos, mas sem competência legal para tal ato.

1.4.- No dia 16 do mesmo mês, elementos da Direção (Presidente e Vice-Presidente) foram impedidos de entrar no Parque para cumprir as suas obrigações legais. Estes foram barrados por seguranças privados, conforme auto de ocorrência efetuado pela GNR.
Portanto o abandono da Direção, foi provocado intencionalmente de má fé pela Junta de Cortegaça na qualidade do seu Presidente Sérgio Vicente, com intuito de tornar inviável todos os procedimentos legais, quer como o Estado, fornecedores, sócios…
Este feito foi denunciado aos orgãos do Estado com poder inspectivo. A Direção tem como certo que a Junta de Cortegaça na qualidade do seu presidente pretendeu e pretende criar problemas sociais e fiscais ao Clube, como é óbvio a Direção avançou com novos processos judiciais, contra esta Junta e fundamentalmente ao seu Presidente.

1.5.- Quanto as obrigações fiscais que a Junta de Cortegaça não cumpriu. Vamos deixar que as autoridades inspectivas façam o seu trabalho, estas já o começaram a fazer.
O Clube ficou privado da receita durante o mês de Julho, Agosto, Setembro e Outubro estas receitas correspondem a mais de 60% da receita global anual e privou a Direção e o Clube de honrar os seus compromissos, usurpando equipamentos, receitas e outras que vão ser discutidas nas barras dos tribunais e pelo aparelho do Estado.

1.6.- Quanto a questão da Câmara Municipal de Ovar assumir as suas responsabilidades,no processo administrativo que corre judicialmente desde o fim de Dezembro de 2013, as mesmas serão discutidas e dissecadas face ao comportamento atual da Câmara Municipal de Ovar.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo