LocalSlider

Condutor absolvido de morte por afogamento (DA)

O homem que seguia ao volante de uma viatura que, há cerca de um ano, caiu à Ria de Aveiro, em S. Jacinto, o que resultou na morte do seu amigo, foi absolvido do crime de homicídio por negligência de que era acusado, no Tribunal de Aveiro.

Supostamente, o arguido, de 64 anos, teria admitido ao agente que fez a participação do acidente que adormeceu enquanto conduzia, mas esse elemento não foi tido em consideração, uma vez que não era mencionado na acusação do Ministério Público (MP). Durante o julgamento, o automobilista negou ter havido qualquer falta de precaução ou descuido da sua parte, afirmando que “não estava cansado e estava bem disposto”.

“Disse apenas que, inexplicavelmente, perdeu o controlo da viatura, a direcção fugiu-lhe e, quando deu conta, estava na ria”, lê-se na sentença, que não dá como provado que o acidente se deveu a falha do condutor ou do veículo. O sinistro aconteceu pelas 14.30 horas de dia 22 de Março do ano passado, durante um passeio dos dois amigos da zona de Cortegaça, Ovar. (Diário de Aveiro)

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta