Publicidade
ComunicadosPolítica

“Cortegaça: Onde vivemos, em que trabalhamos e que futuro desejamos?”

Num espaço ímpar do nosso concelho, o Parque Ambiental do Buçaquinho, o PS Cortegaça e a
Comissão Política Concelhia do PS Ovar, levaram a cabo uma tertúlia subordinada ao tema

“Cortegaça: Onde vivemos, em que trabalhamos e que futuro desejamos?”

Esta iniciativa marcou o início de um Ciclo de Tertúlias com que o PS – Ovar pretende,
percorrendo todo o Concelho, pensar o Município numa perspetiva mais ampla de
desenvolvimento sustentável, envolvendo ativamente os cidadãos, assim como o tecido
económico, social e empresarial, bem como a comunidade académica e científica. Afirmam os
organizadores que “as pessoas são o principal agente da mudança em prol do futuro que
ambicionam, sendo indispensável ouvi-las e envolve-las, identificar as suas necessidades e
anseios. A política não pode ser feita apenas em gabinetes, é crucial ouvir e discutir com os
cidadãos quando se planeia o futuro e se decide o nosso caminho de desenvolvimento
comum.”

publicidade

Perante uma sala lotada, com a presença de um largo número de cidadãos e de antigos e
atuais autarcas, os oradores convidados Ricardo Rego, Jaime Sá e Bernardo Amaral assim
como os deputados da Assembleia da República eleitos pelo círculo eleitoral de Aveiro, Hugo
Oliveira e Susana Correia, começaram por traçar algumas linhas orientadoras para um
território mais atrativo, económica e socialmente mais desenvolvido, sustentável e
vocacionado para trabalhar as suas raízes como oportunidade de desenvolvimento, de
melhoria da qualidade de vida e propulsor de maiores índices de felicidade.

O debate aberto possibilitou não só o diagnóstico, baseado nas necessidades sentidas e não
raras vezes sofridas, mas também o potencial único de uma vila cujas caraterísticas, com a
estratégia adequada, poderá posicionar-se como um dos melhores lugares para habitar, para
trabalhar e para viver invertendo, assim, a curva demográfica tendencialmente descendente
num território onde é, e será ainda mais, um privilégio nascer.

Foram múltiplas as ideias surgidas e debatidas como oportunidades, sendo exemplo o aproveitamento da economia do mar, a valorização da ligação da Escola Profissional ao tecido empresarial, a criação de serviços
de apoio aos cidadãos para processos de candidatura a fundos, por exemplo, ligados à habitação, entre muitas outras.

Citando Miguel Coelho, do PS- Cortegaça, “quando muitas pessoas se juntam para pensar o
território onde vivem, no qual trabalham e que futuro desejam para si e para os seus, a
democracia atinge a sua expressão maior e todos ficam, definitivamente, a ganhar.”

O presidente da Comissão Política Concelhia do PS – Ovar
Emanuel Oliveira

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo