LocalSlider

Navio da Marinha inicia campanha hidro-oceanográfica na costa vareira

Fará também colheita de amostras para análise de microplásticos à superfície da água.

Por estes dias, se avistar um navio na linha do horizonte, não se admire: É o Navio da República Portuguesa (NRP) Almirante Gago Coutinho que está a iniciar uma nova etapa da missão hidro-oceanográfica em curso, ao largo da nossa costa. Os trabalhos estendem-se até Vieira de Leiria e, para além da recolha de amostras de sedimentos superficiais do fundo do mar, será também efectuada a colheita de amostras para análise de microplásticos à superfície da água.

A actual fase decorre entre os 15 e os 200 metros de profundidade.

O NRP Almirante Gago Coutinho segue para esta nova fase após ter concluído a segunda fase da campanha hidro-oceanográfica multidisciplinar, na qual foram efectuadas 119 estações de colheita de amostras superficiais de sedimentos, em profundidades entre os 70 e os 500 metros, ao largo da costa Vicentina e costa Sul do Algarve, explica um comunicado da Marinha Portuguesa.

O navio efectuou ainda a recolha da bóia multi-paramétrica oceânica de Faro, no âmbito da manutenção da rede de monitorização do oceano costeiro ao largo de Portugal continental garantida pelo Instituto Hidrográfico, acrescenta a Marinha.

NRP Almirante Gago Coutinho

O NRP Almirante Gago Coutinho, da classe D. Carlos I, esteve ao serviço da Marinha dos Estados Unidos, tendo sido transferido para a Marinha Portuguesa em 30 de Setembro de 1999.

Este navio, após a chegada a Portugal, passou ao estado de desarmado a aguardar financiamento para a instalação de equipamentos e para a sua conversão em navio hidrográfico. Em Maio de 2007, após um ano e meio de fabricos, terminou o processo de conversão num navio hidrográfico.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta