CulturaPrimeira Vista

Cristina Branco traz a “Menina” na voz

Cristina Branco vem a Ovar, no próximo dia 08 de abril, para apresentar ao vivo o seu novo trabalho, “Menina”.  “O concerto vai incidir, necessariamente, no meu último disco”, que é para Cristina Branco, “um disco basicamente feminista, muito transparente e luminoso, muito feminino, respira mulher com uma linguagem mais moderna, que vem da música independente”.

Ela desvendou ao nosso jornal como foi o processo criativo de uma obra que contém temas de compositores como Filho da Mãe e André Henriques (Linda Martini), António Lobo Antunes ou Mário Laginha. “Convidei gente nova para escrever para este meu disco, o que confere uma frescura diferente que achei que era necessária nesta fase”.

E a resposta dos portugueses não podia ser melhor: “Menina” chegou ao 4.º lugar do top nacional de vendas e, em termos de reacção aos concertos, as pessoas mostram-se muito entusiastas e nós também com o que estamos a dar às pessoas”.

Aliás, “a ideia de gravar com os músicos que andam comigo na rua é mesmo para não defraudar ninguém. O que está no disco é o que vamos apresentar ao vivo”, acrescenta a cantora, nascida há 43 anos em Almeirim, no Ribatejo.

Em Ovar, Cristina Branco deverá subir ao palco do Centro de Arte acompanhada pelos músicos Bernardo Moreira (contrabaixo), Luís Figueiredo (piano) e Bernardo Couto (guitarra portuguesa), num concerto com vários blocos: “Vamos começar por esta fase mais recente, mas também mostrar alguns temas do passado”. “Está tudo encadeado e tudo faz sentido dentro deste universo do Menina”. O concerto é, pois, uma história que se vai contar esta noite.
Uma história que começou no dia em que sonhou que estava no Museu do Prado a contemplar Las Ninãs, de Diego Velázquez. “Acordei e perguntei-me porque não?”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo