CulturaSlider

Deambular pelo casco histórico oitocentista

A Câmara Municipal de Ovar assinalar o Dia Mundial do Centros Históricos, esta segunda-feira, dia 28 de março, com uma visita guiada e encenada “História e Contos de uma Vila Oitocentistas”, cujo itinerário terá início no Museu Júlio Dinis.

Assim, tendo como ponto de partida a Casa dos Campos, a edilidade proporcionará uma visita guiada pelo antigo casco da vila oitocentista, revisitando alguns dos lugares da memória de Júlio Dinis, pseudónimo de Joaquim Guilherme Gomes Coelho, um incontornável romancista português do Séc. XIX. Esteve hospedado na Casa dos Campos, actual Museu Júlio Dinis, em Ovar durante cerca de 4 meses, no ano de 1863, para recuperar a sua débil saúde.

O itinerário, com duração de 90 minutos, será orientado e animado por um elenco contemporâneo ao escritor, que fará leituras encenadas nos pontos de maior interesse. A participação é livre e gratuita.

O argumento ficcionado foi criado com base nalguns elementos fundamentais, entre os quais a correspondência de Joaquim Guilherme Gomes Coelho, aquando da sua estadia em Ovar, as memórias romanceadas de João Rodrigues de Oliveira Santos, um emigrante do Brasil, natural de S. Vicente de Pereira, publicadas no livro “Horas Vagas”, e o rigor histórico de João Frederico Teixeira de Pinho, médico, natural de Ovar, na sua obra “Memórias e Datas para a História da Vila de Ovar”.

ITINERÁRIO

CENA 1 Casa dos Campos (Museu Júlio Dinis – Uma Casa Ovarense); Largo dos Campos; Busto Júlio Dinis
CENA 2 Recebedoria
CENA 3 Capela das Almas
CENA 4 Casa dos Correios
CENA 5 Praça do Comércio (República) e Capela da Verónica Oliveira Santos
CENA 6 Chafariz Neptuno
CENA 7 Rio Cáster
CENA 8 Largo e Fonte dos Combatentes
CENA 9 Capela do Calvário
CENA 10 Igreja Matriz
CENA 11 Entrada do Parque Urbano
CENA 12 Parque Urbano
CENA 13 Largo dos Bombeiros Velhos
CENA 14 Largo dos Campos
CENA 15 Museu Júlio Dinis – Uma Casa Ovarense

Artigos relacionados

Deixe uma resposta