Política

Deputados do CDS questionam tutela sobre controlo do nível das águas da Ria

 

Os deputados do CDS-PP João Almeida e António Carlos Monteiro, eleitos por Aveiro, e Álvaro Castello-Branco, Patrícia Fonseca e Abel Batista, da Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação, questionaram o Ministério do Ambiente sobre mecanismos de controlo do nível das águas da Ria de Aveiro.

No documento enviado ao Ministro do Ambiente, os deputados recordam que é cada vez mais frequente a invasão das águas da Ria de Aveiro pela água salgada, que devido à subida do nível das mesmas, inunda os campos de cultivo, danificando as culturas agrícolas e levando à degradação, por vezes irreversível, do solo agrícola, que a subida das águas tem também vindo a colocar em risco os bens dos moradores nas zonas ribeirinhas e que esta situação terá piorado significativamente depois das obras efetuadas, recentemente, no Porto de Aveiro.

Os deputados do CDS-PP lembram ainda que é frequente algumas localidades, nomeadamente Moita, Marinha, Tijosa e Ribeira, ficarem isoladas devido à subida do nível das águas, com todas as consequências nefastas e prejuízos que daí advêm, e que tanto as associações de agricultores como as autarquias já solicitaram à tutela medidas para que o nível das águas seja monitorizado e controlado.

Por isso, pretendem saber se o Ministério do Ambiente tem conhecimento desta situação, que medidas tem implementadas, ou previstas, para monitorizar o nível das águas na Ria de Aveiro e, ainda, se está prevista alguma solução para este problema e, se sim, qual e a concretizar quando.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta