CulturaPrimeira Vista

Dreamers em estreia na noite do 25 de Abril

Fixe este nome: Dreamers. O duo formado por Mike Pestana (voz, sintetizadores, samplers e guitarra) e Jou Maia (voz e baixo) no ano passado, apresenta, em primeira audição, no próximo dia 25 de Abril, duas mãos cheias de canções originais que compõem o seu disco de estreia, “Light”, ainda sem data de lançamento.

Mike já é bastante conhecido no meio musical vareiro por ser um rosto envolvido em vários outros projectos musicais, como os The Loyd, Trio Simpatia Quase Amor, Rosário e até por participações pontuais nos Pevides de Cabaça.

Nos últimos tempos, foi aos Dreamers que se dedicou. No estúdio que mantém em casa, as canções nasceram e tomaram forma nos últimos meses até estarem prontas a gravar e apresentar ao vivo.

“Sempre gostei de música electrónica e rock, por isso, nada melhor do que juntar os dois estilos musicais”, responde quando questionado sobre a direcção musical dos Dreamers, apelidando o som que se vai poder ouvir ao vivo na noite do Café Progresso, como sendo um “rocktronic fresco, dançável e ‘catchy’ para os ouvidos”. Ou seja, é bastante diferente do que costumam fazer nos The Lloyd, banda à qual Jou Maia dá voz, parceiro de aventura nos Dreamers. “Mas não deixa de ter influências rock”, reassalva Mike.

Quanto às reacções de quem já ouviu as novas canções, já disponíveis em diversas plataformas, como o soundclou, por exemplo, todas têm sido bastante “positivas”, mas Mike Pestana destaca que “as críticas, desde que sejam construtivas, ajudam-nos a melhorar”.

“From a vídeo game”, Into the light” ou “Don’t even try” são alguns dos temas que os Dreamers já avançaram no Soundcloud como aperitivo do que aí vem, sendo audível as influências que os guiam: Depeche Mode, 30 Seconds to Mars, the 1975 ou The Killers. Aliás, a opção de cantar em inglês é justificada por Mike, que as escreveu, por ser “uma língua universal onde podemos chegar a outros públicos e onde me sinto mais à vontade a compor”.

Depois de terem estreado num concerto, recentemente, na Feira das Exposições, no Europarque, numa espécie de “ensaio/concerto para ver as reacções das pessoas”, os Dreamers anseiam pela primeira apresentação em Ovar. “Como sempre, há pessoal que vai gostar e outros que fazer críticas, espero eu, mas sempre construtivas”, conclui. (Foto: Pedro Lopes)

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo